Turismo

San Andrés, o paraíso colombiano

Um dos destinos preferidos dos brasileiros, a ilha de San Andrés faz parte de um arquipélago que abrange também as ilhas de Providencia e Santa Catalina. Essa região do Caribe colombiano é conhecida como mar das sete cores, e essa fama é um tanto auto explicativa para os turistas que visitam este paraíso caribenho.  Considerada um dos destinos mais baratos do Caribe, San Andrés é uma pequena ilha colombiana que fica perto de Nicarágua, e seu litoral é tão especial que possui formato de cavalo marinho.

Com apenas 26 km de extensão e cerca de 70 mil habitantes, o lugar se transformou em um destino exclusivo de praias repletas de atrações ao ar livre, tais como: passeios de barco, excursões até pequenas ilhas, deliciosos banhos de mar e a prática de mergulho, inclusive uma das atividades mais procuradas por quem visita a região.

Por influência dos ingleses, grande parte dos nativos domina o inglês melhor que o espanhol – além de falarem o crioulo sanandresano, um dialeto muito curioso que se criou a partir do inglês, um pouco de castelhano e alguns idiomas africanos.

Com um ambiente que oscila entre a tranquilidade e um pouco de agito, San Andrés agrada todos os públicos. É um destino ideal para qualquer viajante, principalmente para os amantes de belezas naturais. Quem preza por uma gastronomia requintada, com muitos frutos do mar, e quem não resiste às lojas de produtos importados livres de impostos, também vai adorar o local!

Apesar de San Andrés ser um paraíso, boa parte de suas praias possuem pedras, mas não se preocupe, para aproveitar melhor os passeios e não machucar os pés, se programe e leve ou compre uma sapatilha de mergulho assim que chegar no arquipélago.

El Hoyo Soplador

É uma fenda natural no meio das pedras que quando está com muita correnteza, a força das ondas se chocam embaixo do buraco fazendo sair um jato de água e molhando quem estiver por perto. Portanto, é um ponto turístico interessante que merece ser visitado.

El Acuario

O paraíso chamado El Acuario é uma ilhota que mais parece uma piscina, com água límpida e tranquila. O lugar é rodeado pelos mais variados tipos de peixes – que nadam livremente na água cristalina, criando um exuberante aquário natural e sem animais em cativeiro!

A ilha de El Acuario tem estrutura para aluguel de equipamentos, banheiro, guarda-volumes e uma pequena lanchonete.

Haynes Cay

Logo ao lado do Aquário, você vai ver mais uma ilhota que não chama tanta atenção, mas também é muito bonita e vale conhecer. Essa ilha se chama Haynes Cay e é possível andar ou nadar até lá (são apenas 200 metros em uma água bem rasinha). Se quiser fazer o trajeto de pedalinho, por 5 mil pesos colombianos você tem essa opção.

O mar dessa área é impressionante visto de fora, e ainda mais belo visto de dentro. A água cristalina é ideal para praticar snorkel – quase obrigatório.

Johnny Cay

Johnny Cay – os locais pronunciam Johnny “Qui” – é uma pequena ilha que pode ser avistada na frente da Praia Peatonal ou Spratt Bight, a principal e mais popular praia de San Andrés.

A Johnny Cay tem a visitação controlada, você vai precisar pagar uma pequena taxa de 5 mil pesos colombianos no momento do desembarque.

Repleta de palmeiras, com uma areia branca que deixa o azul do mar ainda mais vibrante. A ilha é bem pequena e pode ser percorrida em uma breve caminhada. Existe apenas um lado com faixa de areia, onde os barcos turísticos chegam e onde todos podem se banhar.

O restante é repleto de piscinas naturais com pedras e arrecifes que formam um cenário paradisíaco, daqueles que parecem uma pintura.

West View

O West View é um pequeno parque ecológico localizado no lado mais tranquilo de San Andrés. É uma ótima opção pra quem quer umas horas de diversão. O local tem um trampolim que alcança até 10 metros de altura dependendo da maré, e um tobogã muito divertido que desemboca em uma piscina natural lotada de peixes e belos corais.

O lugar também é perfeito para fazer snorkel. Isso porque os visitantes sempre atiram um pouco de comida para os peixes, que não se intimidam com quem está nadando.

Parasail

É uma atração emocionante, o visitante irá sobrevoar o alto mar através de um paraquedas conectado a uma lancha em movimento (é necessário utilizar colete salva-vidas).

Volta na Ilha

San Andrés é uma pequena ilha de 26 km², podendo ser facilmente percorrida em torno de 2 horas.

Como circular

Na ilha não é comum alugarem carros, por isso essas locadoras são raras e os preços bastante salgados. Abaixo listo as opções mais comuns, pra você decidir de acordo com o seu estilo de viagem:

Scooter: ótima opção para se locomover na ilha, pode ser facilmente alugada no centro da cidade. Vale a pena barganhar um pouco o preço – consegui uma carona para negociar nas lojas do centro, e aluguei uma scooter por 50 mil pesos (cerca de R$ 65) a diária.

Carrinho de golfe: outra boa opção para transporte na ilha, com dois ou quatro/cinco lugares. Apesar de divertido, o carrinho é bastante lento e não possuir farol, o que impossibilita saídas noturnas. Os preços podem variar de 100 mil a 200 mil pesos colombianos a diária.

Mula: a opção mais completa é um carrinho chamado mula – muito parecido com o de golfe, mas com um motor mais potente. Este tem a vantagem de possuir luz para transitar à noite, além de ser mais rápido. O preço, porém, é mais caro, podendo chegar até 300 mil pesos colombianos.

Para qualquer uma das opções é mais vantajoso se você alugar por diversos dias (a diária isolada é mais cara e mais difícil de negociar). Compare os preços praticados por diferentes lojas antes de alugar – são várias e elas ficam uma ao lado da outra.

Como chegar

Não há voos diretos do Brasil para o Aeroporto Internacional Gustavo Rojas Pinilla em San Andrés, as únicas companhias aéreas que realizam o trajeto com escalas são a Avianca e LATAM (conexão em Bogotá) e Copa Airlines (conexão no Panamá).

Se pretender visitar a ilha, saiba que os turistas devem comprar a tarjeta de turismo (taxa turística) no valor de COP 116.800 (R$ 143,47), preço referente março/2020. O cartão é vendido no guichê de algumas companhias aéreas ou na sala de espera antes do embarque. Mas fique atento, pois algumas empresas aceitam o pagamento em dólar e outras somente em pesos colombianos (ambas em dinheiro vivo).

É necessário guardar sua tarjeta de turismo, porque precisará apresentá-la na entrada e depois na saída da ilha. A compra do boleto não é obrigatória para menores de 5 anos e para aqueles que permanecem menos de 24 horas em San Andrés.

Quando ir

Conhecido como o país da eterna primavera, as estações do ano não são muito marcadas – característica, aliás, dos países próximos à linha do Equador. O calor predomina durante o ano todo em San Andrés, com temperatura média anual de 27ºC. Chove entre os meses de maio a junho e setembro a dezembro, no entanto, o tempo costuma ficar abafado, mesmo nos dias em que chove.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo