Turismo

Paranaguá (PR) encanta turistas com cor e arquitetura

Apesar da movimentação por conta do porto – o segundo maior da América Latina -, Paranaguá preserva o charme colonial em seu Centro Histórico. Ao longo da Rua da Praia, casarões coloridos abrigam museus, espaços culturais e mercados, como o de Artesanato, em estilo neoclássico; e o do Café, que mescla traços art-nouveau com ferro fundido rendilhado.

Ali funciona um centro gastronômico especializado em frutos do mar e comida típica – destaque para o Barreado, um cozido de carne e farinha de mandioca servido com banana da terra e laranja.

Paranaguá é um município localizado no litoral do estado do Paraná, no Brasil. Fundada em 1648, é a cidade mais antiga da Paraná e a principal do litoral paranaense. De acordo com a estimativa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2015, Paranaguá possui uma população de 150 660 habitantes e é a 10ª cidade na Lista de municípios do Paraná por população.  Detém um produto interno bruto de 7 200 842 000 reais (2010), que é o sexto maior do estado. Seu porto é sua principal atividade econômica.

Por ser a primeira cidade do Paraná, Paranaguá conta com um centro histórico bem diversificado, com o Museu de Arqueologia e Etnologia de Paranaguá e o Museu do Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá, além dos casarios antigos, das igrejas Catedral de Nossa Senhora do Santíssimo Rosário, bem como as ilhas da Cotinga, do Mel, entre outras atrações. Paranaguá também possui a linha turismo que foi lançada no aniversário dos 365 anos do Município. Trata-se de um ônibus com visual diferenciado que passará por 26 pontos turísticos e/ou institucionais da cidade.

Cidade histórica e turística fundada na primeira metade do século XVII, tem, como sua principal atividade econômica, a de porto escoador da produção do Paraná, interligando o estado às demais regiões do país e do exterior. A construção de suas docas data de 1934, quando passou a figurar entre os principais portos do Brasil, com a denominação de Porto Dom Pedro II. Testemunha de mais de 400 anos de história, guarda, ainda, vestígios da época da colonização portuguesa em seus casarios de fachada azulejada, em suas ladeiras de pedra e em suas igrejas. O município foi criado através da Lei 5, de 29 de julho de 1648, e instalado na mesma data, tendo sido desmembrado do estado de São Paulo.

Os habitantes naturais do município de Paranaguá são denominados parnanguaras. Está localizado a uma distância de 91 km da capital do estado, Curitiba.

A maneira mais bonita e interessante de se chegar a Paranaguá é de trem. O passeio, que encanta turistas de todas as idades, tem 110 quilômetros de extensão, 30 pontes e 14 túneis cavados na Serra do Mar.

A viagem dura cerca de três horas e é feita aos domingos. A ferrovia, considerada a mais bela do país, foi inaugurada em 1885, pela Princesa Isabel.

Para continuar envolto em belas paisagens, faça um passeio de barco pela baía, incluindo praias e ilhas vizinhas – entre elas, a do Ilha do Mel. As embarcações partem de um trapiche na Rua da Praia e, com sorte, são acompanhadas por botos.

Encerre o roteiro pela cidade visitando o porto, construído em 1935. O tour começa com um filme e termina em uma van que circula nas áreas dos galpões e dos navios.

Ilha do Mel

A Ilha do Mel tem aproximadamente 95% de sua área composta por ecossistemas de restinga e Floresta Atlântica, o que a elevou à categoria de Estação Ecológica em 1982. Em março de 2002 foi criado o Parque Estadual da Ilha do Mel com uma área de 337,84 hectares. Seus principais atrativos são o Farol das Conchas, a Fortaleza Nossa Senhora dos Prazeres e a Gruta das Encantadas.

Dos seus 2.700 ha,apenas 200 têm permissão de uso – o restante é reserva ecológica (tombada pelo Patrimônio Histórico em 1975, é administrada pelo Instituto Ambiental do Paraná desde 1982). O turista dispõe de pousadas e pequenos restaurantes. A ilha tem cinco vilarejos: Fortaleza, Nova Brasília ou Brasília, Farol, Praia Grande e Encantadas.

Não há ruas ou estradas, só trilhas. A implantação de geradores de energia elétrica, em 1988, deu início a atitudes que hoje se transformaram em preocupação pela preservação da ilha e sua principal atração: a natureza.

Aquário Marinho

A visita livre é a mais comum, basta o visitante aparecer no aquário dentro do horário de funcionamento. Neste caso, não tem o acompanhamento do monitor por todo o percurso, porém, existem televisores em cima de cada tanque com informações sobre os animais e recintos. Não é necessário o agendamanto e o pagamento da entrada é feito no dia da visita, na bilheteria. Monitores ficam nos corredores para tirar dúvidas. Já a visita monitorada é diferente. Neste caso, é necessário o agendamento prévio com pelo menos uma semana de antecedência. A visita monitorada é feita para grupos com no mínimo 15 pessoas e monitores acompanham o grupo por todo o percurso, explicando os recintos e animais. Este tipo de visita é ideal para escolas, faculdades e grupos que desejam informações mais específicas. O agendamento da visita monitorada é feito pelo e-mail ambiental@aquariodeparanagua.com.br.

Museu de Arqueologia e Etnologia

Antigo colégio dos Jesuítas, construído no século XVIII e tombado em 1938. Transformado em Museu no ano de 1962, de seu acervo constam peças coletadas em sambaquis e artefatos produzidos pelo caboclo paranaense .

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo