DestaquePolícia

Investigação da PF busca identificar ‘laranjas’ de traficante

Policiais federais cumpriram na manhã de quinta-feira (1º) mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao narcotraficante André de Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap. Ele é um dos líderes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

Foram apreendidos celulares e documentos em imóveis em Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio, e em Santos e São Vicente, no litoral paulista.

André do Rap está preso desde setembro de 2019. Ele foi condenado duas vezes em segunda instância por tráfico internacional de drogas, apontado como o responsável por um esquema de tráfico de drogas que usava o Porto de Santos para exportar drogas para o exterior.

Os mandados cumpridos nesta manhã são um desdobramento da Operação Sabotagem. O objetivo foi levantar informações que possam ajudar nas investigações que apuram o envolvimento de pessoas que atuavam como “laranjas” de André do Rap.

“O narcotraficante, que teve sua prisão decretada em 2019, era acusado de esquematizar o comércio de drogas, via Porto de Santos, o maior da América Latina, sendo a principal ligação marítima entre o Brasil e a Europa. No decorrer das investigações, a Polícia Federal identificou diversos imóveis de alto padrão em Angra dos Reis, em nome de pessoas que declaram renda mensal equivalente a um salário mínimo, algumas, inclusive, recebendo auxílio emergencial”, informou a Polícia Federal.

Os bens, avaliados entre R$ 2,5 a R$ 5 milhões já foram bloqueados pela Justiça, a pedido da Polícia Federal, que prossegue com as investigações.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo