Polícia

Polícia prende miliciano envolvido na morte de Fernando Iggnácio

Agentes da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) e das polícias Civil e Militar da Bahia prenderam, nesta terça-feira, um miliciano acusado de envolvimento no assassinato do contraventor Fernando Iggnácio, morto em novembro do ano passado, num heliporto, no Recreio dos Bandeirantes.

De acordo com os agentes, o homem, identificado como Rodrigo da Silva Neves, foi localizado em uma pousada na cidade baiana de Canavieiras, na Região Sul do estado do nordeste. Contra ele havia um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça fluminense.

A Polícia Civil chegou ao cabo Rodrigo após uma ligação anônima feita para o Centro Integrado de Comunicações (Cicom) da corporação baiana. Equipes da 6ª (Itabuna) e 7ª (Ilhéus) Coordenadorias Regionais de Polícia do Interior (Coorpins) e da 71ª CIPM, então, localizaram o PM, foragido da Justiça. Um outro homem, encontrado com ele, também foi preso.

O policial e outros três homens foram identificados pela equipe da DHC por envolvimento no assassinato. Fernando Iggnácio era genro de Castor de Andrade e foi assassinado na tarde de 10 de novembro no estacionamento de um heliporto no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio. Menos de 10 dias depois, a Delegacia de Homicídios da Capital elucidou o caso, apreendeu quatro fuzis usados no crime e identificou os suspeitos do homicídio do contraventor.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo