DestaquePolícia

Empresário é alvo de megaoperação contra fraudes de merenda escolar

A Secretaria de Estado de Polícia Civil, por meio da 20ª DP (Vila Isabel) em ação conjunta com o Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ) realizou na sexta-feira (26), a operação Prandium contra fraudes na compra de merenda e equipamentos para vários escolas da rede estadual de ensino. São 64 mandados de busca e apreensão e um de prisão, que estão sendo cumpridos na capital e na Baixada Fluminense.

O único mandado de prisão da operação é contra o empresário Mauro Della Vieira Braga, responsável pela Fox Comércio e Prestação de Serviços, que foi aberta em 2014 e tem sede em Nilópolis. Ele foi preso em casa, em São João de Meriti, ainda na Baixada.

As investigações tiveram início há cerca de cinco meses e apontaram a existência de uma organização criminosa que atua forjando orçamentos e preços com o objetivo de simular a concorrência no fornecimento de materiais e alimentos para as escolas estaduais. A quadrilha age fazendo uso de várias empresas todas pertencentes a mesma pessoa, mas em nome de “laranjas”.

Ainda segundo o apurado, alguns empresários foram monitorados ao longo das investigações aliciando e pagando propina à diretores de escolas e diretores regionais para que houvesse o direcionamento na escolha das empresas. Durante a investigação os agentes verificaram que mesmo com a pandemia do Covid-19 e a suspensão das aulas, as atividades ilícita se mantiveram para a compra e distribuição de cestas básicas aos alunos.

Ao todo 10 empresas foram investigadas por fazerem parte do esquema que pode chegar a cerca de R$ 50 milhões de prejuízo. Todos os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Criminal Especializada da Comarca da Capital que tem atribuição para julgamento de Organizações Criminosas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo