Polícia

PF deflagra nova operação contra desvios na saúde

A Polícia Federal realizou, em conjunto com o Ministério Público Federal e a Controladoria-Geral da União, uma operação, na terça-feira (09), para apurar fraudes em licitações no Fundo Municipal de Saúde de Carapebus, no Norte Fluminense. A operação “Scepticus” contou com a participação de 80 policiais federais, além de servidores do MPF e CGU e visou cumprir 25 mandados de busca e apreensão na Prefeitura de Carapebus, na Secretaria Municipal de Saúde e Fundo Municipal de Saúde da cidade, e também em endereços de empresas e pessoas físicas situados nas cidades de Carapebus, Duas Barras, Campos dos Goytacazes, São João da Barra, Itaperuna, Macaé, Armação dos Búzios e Vitória, no Espírito Santo.

De acordo com informações da Polícia Federal, as investigações apontaram em dispensas de licitação realizadas para aquisição de medicamentos, equipamentos de proteção individual (EPIs), testes rápidos para detecção da Covid-19, locação de equipamentos e insumos hospitalares e contratação de empresa para montagem de hospital de campanha.

Ainda segundo a PF, A soma de recursos públicos envolvidos nas dispensas de licitação investigadas alcança a cifra de aproximadamente R$ 4,7 milhões.

Todos os mandados foram expedidos pela Vara Federal da Subseção Judiciária de Macaé.

O nome da operação significa ceticismo, que traduz a falta de crença nas ações empreendidas pelos agentes públicos e empresários investigados no combate ao Covid-19.

Em nota, a prefeitura de Carapebus informou que todas as medidas para esclarecer os fatos serão adotadas, e que exonerações serão feitas caso sejam provadas as irregularidades.

Em maio deste ano, a Polícia Federal deflagrou a Operação Favorito que investigava fraudes semelhantes na Secretaria Estadual de Saúde. O então secretário de Saúde do estado, Edmar Santos, foi demitido do cargo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo