CidadesDestaque

Lixo hospitalar é flagrado em descarte irregular em Cabo Frio

Uma equipe da coleta da Comsercaf encontrou seringas, agulhas e embalagens de medicamentos já utilizados, descartados de forma irregular no distrito de Tamoios, em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, na segunda-feira (30). De acordo com a companhia, o material estava na Quinta Avenida, em Unamar, e ainda não é possível afirmar quem foi o responsável pelo descarte.

Ainda de acordo com a Comsercaf, o caso será encaminhado para a Secretaria de Meio Ambiente e a Vigilância Sanitária, para que possam tomar as medidas cabíveis. O material recolhido foi levado para um aterro sanitário para ser incinerado.

“Os responsáveis expuseram a população e os nossos coletores a um grande risco de contaminação. A Comsercaf não possui servidores com poder de multa, mas os órgãos competentes serão acionados para que possam apurar quem são os responsáveis e tomar as medidas cabíveis”, afirma o presidente da companhia, Dario Guagliardi.

Lixo hospitalar

Resíduos hospitalares não podem ser descartados da mesma forma que o lixo domiciliar. De acordo com a Comsercaf, como apresenta um alto risco de contaminação, existe uma equipe voltada somente para a coleta do lixo hospitalar, que utiliza uniformes e equipamentos de proteção individual diferenciados, com luvas mais resistentes, máscaras e botas. Até mesmo o veículo utilizado para o transporte do resíduo hospitalar é diferente.

Vale lembrar ainda que, diferente do lixo comum, o hospitalar não é colocado na rua. Cada unidade possui um depósito, onde os coletores da companhia efetuam a retirada. Após o recolhimento, o lixo é encaminhado ao aterro sanitário para que seja incinerado.

Para ter a coleta hospitalar, basta se cadastrar na autarquia. São mais de 100 unidades médicas registradas. Nas principais clínicas e hospitais do município, a coleta é feita diariamente, segundo a Comsercaf. Já nos pequenos ambulatórios, o recolhimento é programado de acordo com a necessidade de cada um, de acordo com a companhia.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo