DestaquePolítica

Kafuru se despede da Saúde e deixa legado para o setor em Arraial

Antônio Carlos de Oliveira, o ‘Kafuru’, anunciou na quinta-feira (04) sua saída do cargo de Secretário de Saúde de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos. O motivo da saída é para que Kafuru cumpra o prazo eleitoral de desincompatibilização (4 meses antes da votação) e fique disponível para a disputa. Renatinho Vianna o quer como seu candidato a vice na chapa de reeleição. O ex-secretário deixa um legado de ações e conquistas que realizou durante o período em que ficou à frente da pasta.

O Secretário fez um balanço positivo do seu trabalho no período que comandou uma das pastas mais importantes de uma administração. Segundo ele, muitas ações foram realizadas no sentido de proporcionar a população um atendimento digno, e o acesso a bens e serviços em saúde. “Hoje eu posso dizer que nós somos referência na Região e nós vamos ser referência no Rio de Janeiro em função do esforço que está sendo feito pelo prefeito, investindo na Saúde, mesmo com todas as dificuldades. Sempre busquei melhorias para o nosso município. Com muita competência da nossa equipe, conseguimos abastecer os remédios que são obrigação do município oferecer.  A Saúde não para. O trabalho na Saúde não para e vai continuar”, frisou.

O ex-secretário buscou implementar ações e estratégias que gerassem resultados positivos em sua gestão. Chegou a se reunir com diversas autoridades em Brasília, onde firmou parcerias em benefício a população cabista.“Sempre falo com o prefeito que é fundamental ter o pires na mão uma vez e Brasília na busca de recursos. Os deputados tem nos ajudado e a Saúde é um setor muito caro em função da tecnologia. Estamos lidando com o maior patrimônio do ser humano, que é a vida. O governo federal também está fazendo seu papel. É que para destruir é muito fácil, e para construir leva mais tempo, mas acho que estamos no caminho certo”.

Em dezembro de 2019, a Prefeitura entregou à população a reforma do pronto-socorro do Hospital Geral de Arraial do Cabo. Esta foi a primeira parte da obra de restruturação do HGAC. O prédio onde acontece o atendimento emergencial foi totalmente reestruturado, com a criação de novas salas e reorganização dos serviços oferecidos. O sistema de atendimento foi informatizado e os ambientes climatizados, inclusive a recepção, gerando mais comodidade para o paciente que chega à unidade. A população passou a contar também com dois equipamentos para hemodiálise, um pedido antigo dos moradores, sendo essa uma das principais metas do projeto de ampliação do pronto-socorro. Duas novas ambulâncias também foram entregues durante a cerimônia.

Na maternidade do hospital, Kafuru também fez a diferença. “Nós fazemos de 50 a 60 partos por mês, visito leito por leito e verifiquei que muitas mães iriam sair com seus filhos enrolados em uma toalha por não terem condições de ter uma roupinha, ou qualquer enxoval. Então a gente fez um esforço aqui e toda criança que nasce na maternidade de Arraial do Cabo, ela sai com um kit que tem uma banheira, fraldas, roupa. É um trabalho que não deixa de ser social, mas que eu acho que o social está muito vinculado à Saúde. Temos um ótimo secretário de Ação Social, e acho que seja meu compromisso andar de mãos dadas com essa pasta para a população de Arraial do Cabo”, reforçou.

Outra novidade é a instalação do raio-X digital de última geração. A diferença básica do raio-X tradicional e o digital é a mesma das fotografias. No convencional ainda é necessário um filme que precisa ser revelado para gerar a imagem, enquanto no raio-X digital a imagem fica disponível no computador ao qual o aparelho está ligado. Agora, as imagens podem chegar ao radiologista de forma mais rápida, pois ficam disponíveis imediatamente e também podem ser compartilhadas com o médico, evitando o deslocamento dentro do hospital.

Para Kafuru a estruturação das salas permitiu que o atendimento ocorra de forma mais eficiente e trouxe maior conforto durante o atendimento. “É muito gratificante ver nossos objetivos sendo concluídos. Com a reforma poderemos oferecer melhores condições de trabalho aos servidores, garantindo todos os recursos necessários, principalmente no atendimento às urgências e emergências. A humanização sempre foi uma de nossas maiores metas”, disse o secretário.

Em janeiro, a Secretaria apresentou o primeiro balanço de atendimentos já prestados na nova emergência do Hospital Geral. Somente entre os dias 3 e 6 de janeiro, 1.132 atendimentos foram solucionados no local, com uma média diária de 283 boletins. O número elevado se dá em função do aumento de fluxo de pessoas na cidade.

Em março deste ano, o até então secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos, esteve em Arraial, onde visitou unidades que serão reformadas com recursos estaduais, entre elas a Saúde da Família da Boa Vista e o Hospital Geral da cidade. O governo do estado e a prefeitura local assinaram um Termo de Cooperação Técnica, no valor de R$ 10,7 milhões, que deverão ser usados na construção e reparos de postos básicos de saúde e também na compra de equipamentos.

Antes de o termo ser assinado, o governo do estado repassou, durante o ano de 2019, R$ 5,7 milhões a Arraial do Cabo por meio de cofinanciamentos. Esse valor foi usado para a realização de exames e cirurgias eletivas, entre outras.

Outra grande conquista foi a reinauguração da Unidade do Posto de Saúde Juarez Félix Cardoso, no Morro da Cabocla. Totalmente equipado e preparado para atender os moradores.

A unidade passou a contar com mais três novas especialidades, Odontologia, com dentista todos os dias no local, Pediatria e Ginecologia. Foram reformados todos os consultórios, a Farmácia, a Sala de Vacinas e os banheiros, sendo um deles acessível para pessoas com deficiências.

“É muito importante essa união entre Estado e munícipio, só assim as coisas acontecem e a população vê os benefícios e a presença do Poder Público. A gente tem a honra de contemplar essa entrega do Posto de Saúde, pelo empenho e dedicação do nosso Secretário Municipal de Saúde, Kafuru e toda sua equipe, juntamente com a Secretaria Estadual de Saúde. A comunidade da Cabocla merece muito, e podem ter certeza, é a primeira de muitas conquistas que teremos, não só para esta localidade, mas para todo o Arraial do Cabo”, pontuou o prefeito Renatinho Viana.

Apoio da população

A notícia da sua pré-candidatura ao lado de Renatinho Vianna gerou euforia na população cabista, que já vem mostrando seu apoio nas redes sociais. “Estamos passando por uma pandemia que acompanho de perto o secretário de Saúde Kafuru incansavelmente viajando para trazer cada vez mais recursos para nossa cidade! Meu líder e amigo Kafuru, conheço o senhor a muito tempo. Sei do carinho e amor que você tem pela nossa amada cidade. Não é de deixar dúvidas que nossa saúde está em boas mãos. Quem planta bom fruto pode ter a certeza que no futuro a de colher bons frutos”, disse o jovem Vitor Pimentel.

A excelente gestão recebeu agradecimentos de cabistas pelo zelo e cuidado com os pacientes. “Meu pai (92 anos) sofreu hoje um grave acidente ao tomar banho. Foi atendido no Hospital Geral de Arraial do Cabo. Ele bateu forte a cabeça no piso, criando um grande hematoma, após exames radiológicos levou 15 pontos e ao sair fez questão de agradecer a Dra. Luciene e a toda sua equipe pelo atendimento, carinho, dedicação e eficiência com que foi atendido. Nossos agradecimentos ao Secretário de Saúde Kafurú pelo excelente trabalho que vem realizando e ao Prefeito Renatinho Vianna por priorizar a saúde e ter em seu staff um Secretário Técnico a frente da pasta, isso faz toda diferença. Parabéns Arraial do Cabo, sabemos que a estrada é longa, mas estamos no caminho certo”, frisou o morador.

Kafuru fez apelo de profissionalismo na política. O ex-secretário de Saúde apontou a importância da oposição consciente. “A gente não pode fazer política partidária ou em bem próprio na Saúde. A Saúde tem que estar acima de todas essas questões. Como eu falei, a gente lida com vidas. É fundamental que se tenha oposição, pois ela bem direcionada, longe de questões pessoais, pode nos orientar no caminho. A gente tenta acertar muito, mas quem trabalha, erra. Não tem jeito. Mas se tiver uma oposição fiscalizadora, certamente vai fazer com que a gente erre menos. Estamos em ano político e gostaria de deixar esse apelo. Que se faça política sim, que cada um defenda suas ideias, sem levar para o lado pessoal, e sem atacar o bom trabalho que vem sendo realizado pelas gestões. Vamos focar no objetivo da Saúde, que é atender a população”.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo