Cidades

Centro de Saúde Extensão do Bosque ganha novos aparelhos oftalmológicos

Assim como em outros Estados e Municípios, a Saúde de Rio das Ostras passa por momentos difíceis por conta da pandemia do novo coronavírus. Mas, em meio a essa turbulência, também surgem boas notícias. Esta semana, o Centro de Saúde de Extensão do Bosque recebeu novos aparelhos utilizados no serviço de Oftalmologia do Município, oferecendo uma melhor estrutura à população.

Segundo a diretora do Departamento de Programas de Rio das Ostras, Michella Câmara, os equipamentos oftalmológicos adquiridos para o ambulatório da unidade são necessários ao diagnóstico de glaucoma, catarata, entre outras doenças oculares, e são aguardados por profissionais e população há aproximadamente quatro anos.

Ela destaca que a chegada destes aparelhos representa um avanço no diagnóstico de algumas das doenças oculares mais prevalentes na população, porém o momento é de muita cautela e é preciso seguir as recomendações do Ministério da Saúde e da Sociedade Brasileira de Oftalmologia para os atendimentos no contexto da pandemia de Covid-19.

“O atendimento oftalmológico requer contato próximo entre médico e paciente para realização dos exames e avaliação, mesmo com o emprego dos novos equipamentos, ainda são necessárias rotinas diferenciadas e mais complexas para a prevenção do contágio da Covid-19 neste contexto e mesmo assim, com riscos”, ressalta Michella.

ATENDIMENTOS  – O agendamento para consulta oftalmológica será realizado mediante encaminhamento médico, que deverá avaliar a urgência e necessidade do atendimento para o presente ou se o atendimento pode ser adiado para um momento  mais seguro. Mediante o encaminhamento, a consulta deverá ser agendada por telefone, pela unidade de saúde que fez a referência para a especialidade, evitando o deslocamento desnecessário do paciente, evitando-se assim mais riscos.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Oftalmologia, para o momento de pandemia do Coronavírus deve se evitar o agendamento de consultas oftalmológicas para casos que não sejam tratamentos contínuos ou de urgência, pelo risco que esses procedimentos podem representar. Nesta especialidade, para o atual momento, deve ser mantido os atendimentos como trauma e dor ocular, perda de visão súbita e mantido os acompanhamentos contínuos como glaucoma. Os atendimentos eletivos devem ser adiados.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo