CidadesDestaque

Após cinco anos, Cabo Frio volta a ter SINE

Uma parceria entre a Prefeitura e a Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab) vai implantar uma agência do Sistema Nacional de Emprego – SINE/RJ em Cabo Frio. Representantes do estado fizeram na manhã de quarta-feira (7) uma visita técnica no local, que vai funcionar no Terminal de Transatlânticos, na Passagem.

As tratativas tiveram início ainda no ano passado e se intensificaram em maio deste ano. Em agosto, foi assinado o termo de cooperação técnica e o próximo passo é o treinamento dos funcionários que atuarão no local, o que deve acontecer em até 15 dias. A antiga unidade funcionava na Av. Teixeira e Souza e foi descredenciada do sistema em 2015.

O treinamento será promovido pelo Governo do Estado e vai capacitar cinco servidores municipais para o atendimento ao público com a utilização das ferramentas disponíveis para a solicitação do seguro desemprego, emissão de carteira de trabalho e agendamento e intermediação de mão de obra.

Participaram da visita o subsecretário municipal de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e da Mulher, Felipe Pereira; a supervisora da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Aline Riscado; o superintendente da mesma pasta, João Marcelo Neves; o coordenador do superintendência de atendimento ao trabalhador, Tarcísio Almeida e a arquiteta da Setrab, Anna Cecília Poggi.

A agência do Sine vai funcionar com toda a estrutura, mobiliário e mão-de-obra da Prefeitura. O Estado é responsável pela capacitação, vistorias técnicas e intermediação junto ao Ministério da Economia. A previsão é que a unidade seja inaugurada até o fim do mês.

Também está em estudo a implantação de um totem de autoatendimento no Segundo Distrito.

O SINE

O Sistema Nacional de Emprego – SINE/RJ é uma política pública, criada em 1975 pelo Governo Federal, através do decreto n° 76.403, com o objetivo de abrir as portas do emprego formal para milhares de brasileiros.

São oferecidos serviços de intermediação de mão-de-obra, habilitação ao seguro-desemprego e carteira de trabalho, tendo entre seus objetivos e diretrizes:

– Otimizar o acesso ao trabalho e a sistemas de educação e de qualificação profissional e tecnológica;

– Propiciar orientação ao trabalhador quanto à escolha de emprego;

– Prestar informações aos empregadores sobre os recursos humanos disponíveis;

– Estabelecer condições para a adequação entre a demanda do mercado de trabalho e a força de trabalho em todos os níveis de capacitação.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo