CidadesDestaque

Maricá arranca suspiros de visitantes

Considerada um paraíso natural, com 46 quilômetros de praias, seis lagoas, canais, ilhas e rios, cachoeiras, trilhas, serras, restinga e uma rica história, Maricá é o cenário perfeito para quem procura beleza natural e aventuras.

Maricá é rodeada por maciços costeiros. As serras principais são: Calaboca, Mato Grosso (onde se localiza o ponto mais alto do Município – o Pico da Lagoinha, com 890 metros), Lagarto, Silvado, Espraiado e Tiririca.

O município apresenta um grande complexo lagunar que contempla as lagoas de Maricá, Barra de Maricá, do Padre, Guarapina, Jacaroá, Araçatiba, Boqueirão e Jaconé, além dos canais de Ponta Negra e de Itaipuaçu que ligam as lagoas ao mar.

Também é conhecida por suas praias oceânicas, dentre as quais se destacam as praias de Jaconé, Ponta Negra, Barra de Maricá, do Francês e Itaipuaçu. A topografia peculiar cria um ambiente propício à prática de esportes como voo livre, trekking e mountain bike, entre outros.

A Serra da Tiririca, entre Maricá e Niterói, é um parque estadual com um valioso trecho de mata atlântica.

A Área de Proteção Ambiental Estadual de Maricá é uma área tipicamente de restinga, localizada na costa do município. É formada pela antiga fazenda São Bento da Lagoa, a Ponta do Fundão e a Ilha Cardosa. Abriga a Comunidade Pesqueira tradicional de Zacarias, presente na área desde o século XVIII, sítios arqueológicos e o complexo ecossistema de restinga.

História

A colônia Maricá começou a ser povoada no início do século XVI, por causa da necessidade da Coroa Portuguesa em defender o litoral de ataques dos corsários franceses. Entre 1574 e 1830 as terras são doadas aos colonizadores portugueses, divididas em sesmarias.

O primeiro centro efetivo de população, fundada pelos beneditinos em 1635 surge junto à Fazenda de São Bento (São José do Imbassaí), onde é construída a primeira capela dedicada à Nossa Senhora do Amparo.

Em 1814, passa a se chamar Vila de Santa Maria de Maricá em homenagem à rainha D. Maria I de Portugal. Reconhecida, torna-se independente e tem seu desenvolvimento acelerado. Em 1889, o recém-criado governo republicano decide elevar a Vila à categoria de cidade.

A Estrada de Ferro de Maricá também faz parte da história da cidade. Seu primeiro trecho, em 1888 ligava as estações de Alcântara e Rio do Ouro. Entre 1911 e 1940, a ferrovia viveu seu auge e o trecho foi ampliado até Cabo Frio onde registrava um grande volume de cargas da produção local. Com o declínio da atividade agrícola, os trechos foram sendo desativados, sendo encerramento em definitivo em 1966.

A história de Maricá também é rica em personagens ilustres e nomes de representatividade, como o padre José de Anchieta que em 1584 realizou a “pesca milagrosa” na Lagoa de Araçatiba; a Princesa Isabel e o Conde D´Eu que em 1868 se hospedaram na sede da Fazenda do Pilar (Ubatiba) e o pesquisador britânico Charles Darwin que em 1832 incluiu Itaipuaçu em seu roteiro de pesquisas.

Praias

Praia de Araçatiba

A praia de Araçatiba é formada pela Lagoa de Maricá, tendo uma extensão total de apenas 200 metros. A sua volta estão algumas casas de moradores do local. Outras atrações do local que costumam ser visitadas por turistas são a Capela de São Pedro, a Cruz do Padre José de Anchieta, e o ancoradouro das barcas.

Praia de Guaratiba

Situada na Restinga de Maricá, ao lado da Barra de Maricá, a Praia de Guaratiba tem uma extensão aproximada de 4 Km, onde é predominante a vegetação típica de restinga.

Diferente da Barra de Maricá, a Praia de Guaratiba é um local onde a tranquilidade é a característica predominante, atraindo muitas pessoas que desejam relaxar, ou utilizar o local para a prática de esportes.

Ao longo de sua orla, a Praia de Guaratiba conta com alguns quiosques especializados em servir frutos do mar e variados tipos de bebidas.

Praia de Itaipuaçú

Localizada em Itaipuaçú, distrito de Maricá, está é uma das maiores praias da região, com cerca de 15 Km de extensão. Assim como as demais praias da região, suas águas são claras e levemente esverdeadas, mas normalmente mais mansa.

Porém, o principal atrativo normalmente não costuma ser apenas a praia, mas sim a beleza que está a sua volta. Cercada pela Pedra do Elefante, pela Serra da Tiririca e pela Pedra de Itaocaia, a região oferece um visual único aos visitantes.

Infelizmente, suas belezas aliadas à boa infra-estrutura da região é um atrativo que agrada muitos, atraindo tanto moradores quanto visitantes à praia. Isso faz com que a praia fique normalmente lotada durante os dias mais quentes, as vezes até dificultando o acesso e não se encontrando local para estacionar.

Praia de Jaconé

Na verdade, a praia de Maricá é apenas uma, inclusive por ser dona da maior faixa de de areia do Rio de Janeiro. Porém, esta praia vai receber diferentes nomes ao longo de sua extensão.

A Praia de Jaconé está em sua maior parte localizada no território de Saquarema, município vizinho, totalizando cerca de 4 Km de extensão, sendo cercada pela chamada Serra de Jaconé, e tendo como limites a restinga de Saquarema e a lagoa de Jaconé.

Como características do mar da Praia de Jaconé, podemos observar sua temperatura agradável, tonalidade azul esverdeada e as bastante agitadas, um grande atrativo para a prática de esportes como o surf, ficando um pouco mais calmo durante o verão. Cercando a praia está uma areia bem clara e fina, onde predominam os cactos e a vegetação típica de restinga.

Na orla da praia de Jaconé podem ser observadas algumas casas usadas principalmente para veraneio e quiosques, especializados em servir peixes, como tainha, curvina e linguado, na maior parte das vezes pescados na própria Lagoa de Jaconé.

Praia de Maricá

A praia da Barra de Maricá é um local encantador. As imensas dunas que cercam a praia formam uma paisagem diferente e, junto com aquela areia branquinha coberta em partes pela restinga, transportam qualquer visitante para um verdadeiro paraíso.

Ainda bem preservada, apesar do crescimento da cidade, a Barra de Maricá é parada obrigatória para quem gosta de uma boa praia. Seu mar costuma ser agitado com águas claras mas esverdeadas, sendo bastante usada para a prática de surf.

Mas seus atrativos não ficam só por conta do belo mar; a praia da Barra de Maricá atrai muitos para praticar esportes na areia, tomar um bom banho de sol e observar as belezas da região. Próximo a praia ainda podemos encontrar a Lagoa de Maricá e uma antiga colônia de pescadores.

Praia de Ponta Negra

Com extensão total de cerca de 5 Km, a Praia de Ponta Negra costuma ser bastante procurada, principalmente no verão. Durante essa época do ano, a praia costuma ficar repleta de pessoas que procuram tanto o banho de sol quanto um bom mergulho.

Suas águas frias e cristalinas são um grande atrativo, sobretudo nos dias mais quentes, mas é necessário ter atenção, pois seu mar costuma estar bastante agitado. Mesmo com salva-vidas por toda a orla, é bom redobrar o cuidado em dias de mar mais agitado.

Mas na região, os atrativos não ficam apenas por conta do mar e das areias brancas. Na praia de Ponta Negra podem ser observadas grutas que se formam entre as pedras e a bela paisagem composta pelo Farol da Praia de Ponta Negra, pelas lagoas, pela Restinga de Maricá e pela própria praia.

Praia do Cordeirinho

Situada entre a Praia de Ponta Negra e a Praia de Guaratiba, a Praia do Cordeirinho, também chamada de Praia do Bambuí, tem apenas 200 metros de extensão e oferece um ambiente calmo e agradável aos seus visitantes.

Muitas pessoas procuram esse recanto de tranquilidade para boas caminhadas, para um descanso à beira mar, ou para praticar a chamada pesca de linha.

A paisagem da Praia do Cordeirinho é completada pela Lagoa do Padre, que fica a alguns metros circundando a praia.

 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo