Turismo

Vancouver esbanja belezas naturais e diversão no Canadá

A charmosa cidade litorânea do Canadá já foi eleita duas vezes a melhor cidade do mundo para se viver. Vancouver esbanja belezas naturais, cercada por montanhas, praias e parque não faltando espaços públicos para diversão. Vancouver é uma das cidades mais diversas do Canadá, tanto etnicamente quanto linguisticamente. Um total de 52% de seus residentes não são falantes nativos de inglês, 48,9% não são falantes nativos nem de inglês nem de francês e 50,6% dos residentes pertencem a grupos minoritários visíveis.

Vancouver foi originalmente chamada de Gastown e começou como um assentamento que cresceu ao redor do local de uma taverna improvisada no canto oeste da serraria de Hastings, que foi construída em 1.º de julho de 1867 e de propriedade de Gassy Jack. O local original é marcado pelo relógio a vapor de Gastown. Gastown, então, foi formalmente registrada como uma cidade chamada Granville, na Enseada de Burrard. A cidade foi rebatizada de “Vancouver” em 1886, por meio de um acordo com a Canadian Pacific Railway (CPR). A Ferrovia Transcontinental do Pacífico Canadense foi estendida para a cidade em 1887. O grande porto natural da cidade no Oceano Pacífico tornou-se um elo vital no comércio entre a Ásia-Pacífico, Leste Asiático, Europa e Leste do Canadá.

A cidade já sediou muitas conferências e eventos internacionais, incluindo os Jogos da Commonwealth de 1954, o UN Habitat I, Expo 86, a APEC Canadá de 1997, o Jogos Mundiais dos Policiais e Bombeiros em 1989 e 2009; várias partidas da Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2015, incluindo as finais no BC Place, no centro de Vancouver, e os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Inverno de 2010, que foram realizados em Vancouver e Whistler, um resort a 125 km ao norte da cidade. Em 1969, o Greenpeace foi fundado em Vancouver. A cidade se tornou o lar permanente das conferências TED em 2014.

Em 2016, o Porto da Metro Vancouver era o quarto maior porto em tonelagem das Américas, o mais movimentado e maior do Canadá e o mais diversificado da América do Norte. Enquanto a silvicultura continua sendo sua maior indústria, Vancouver é conhecida como um centro urbano cercado pela natureza, tornando o turismo sua segunda maior indústria. Os grandes estúdios de produção cinematográfica em Vancouver e nas proximidades de Burnaby transformaram a Grande Vancouver e áreas próximas em um dos maiores centros de produção cinematográfica da América do Norte, ganhando o apelido de “Hollywood do Norte”.

 

Paisagens naturais

A região de British Columbia oferece cenários naturais de tirar o fôlego, a exemplo dos vales ao redor de Vancouver que permanecem cobertos de neve durante o inverno, e também as belas paisagens costeiras próximas ao porto da cidade, que contrastam de forma incrível com as montanhas ao fundo.

 

Culinária diversificada

A população multicultural de Vancouver, que é formada por grandes comunidades imigrantes de países como Japão, China, Irlanda e Índia, influenciou diretamente na gastronomia diversificada da cidade. Por isso, é possível encontrar ótimos restaurantes especializados em várias gastronomias, como o tailandês Sawasdee, e o coreano Royal Seoul.

 

Arte e cultura

Para os entusiastas de arte, Vancouver possui diversos locais imperdíveis. A Galeria de Arte de Vancouver, por exemplo, mostra coleções muito elogiadas de artistas canadenses, enquanto a Galeria Catriona Jeffries é a escolha certa para apreciar as obras de artistas contemporâneos de várias partes do mundo.

 

Esportes

Os esportes são uma parte fundamental do dia a dia em Vancouver, com destaque para o hóquei no gelo, que é a grande paixão dos moradores locais. Para curtir essa experiência esportiva, os turistas que apreciam essa modalidade não podem deixar de conferir uma partida do Vancouver Canucks na Rogers Arena.

 

Eventos musicais

A cena musical de Vancouver pode ser descrita como alternativa e cheia de personalidade, o que é evidenciado pelos eventos musicais da cidade. Entre eles, o Vancouver International Jazz Festival, que acontece em junho, e o Folk Festival, que ocorre anualmente em julho, são os grandes destaques.

 

O QUE FAZER

Stanley Park

Considerado o Central Park de Vancouver, o Stanley Park é um refúgio natural em meio aos prédios e a atmosfera cosmopolita da cidade. Além de ótimo para fazer caminhadas e piqueniques durante a época mais quente do ano, o parque possui uma bela lagoa, a Lost Lagoon, a qual é habitada por garças e cisnes, formando assim uma paisagem tranquila e agradável.

 

Granville Island

Visitar a Granville Island é um passeio muito interessante, especialmente durante o verão. Nessa ilha, os turistas encontram muitas lojas, barracas de rua com itens e produtos feitos por artistas locais e ainda a famosa fábrica de cerveja de Granville Island, na qual é possível realizar um tour para conhecer o processo de fabricação e degustar a bebida.

 

Museum of Anthropology

Localizado dentro da University of British Columbia, o Museum of Anthropologypossui exposições e exibições sobre temas relacionados a arte e cultura, sempre destacando a evolução das diferentes civilizações no decorrer dos séculos. Como é de se imaginar, o museu se dedica especialmente aos povos indígenas que habitaram o noroeste do Canadá e abriga muitos itens e artefatos que explicam suas histórias e costumes.

 

Kitsilano Beach

A praia de Kitsilano Beach possui areias claras e águas límpida, que atraem visitantes de todas as idades. O grande atrativo do local é o fato de possuir a maior piscina de água salgada ao ar livre do Canadá, a qual por ser aquecida, pode ser aproveitada a qualquer época do ano.

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo