CidadesDestaque

Saquarema instalará barreiras para o Feriadão da Independência

A Prefeitura de Saquarema, por meio da Secretaria Municipal de Segurança e Ordem Pública, retornará com as barreiras sanitárias nos acessos ao município. As estruturas serão montadas nesta quinta-feira, (02) em oito pontos, e permanecerão durante todo o feriadão da Independência e da Padroeira da cidade. A medida busca diminuir o fluxo de pessoas na cidade, evitando, também, a proliferação da variante Delta do Coronavírus. Quatro casos já foram registrados na cidade em residentes nos bairros de Jaconé, Barreira, Bicuíba e Palmital.

Desta forma, só será permitida a entrada na cidade de pessoas que apresentarem o Comprovante de Vacinação contra o Covid, além do Comprovante de Residência. Para pessoas com hospedagem, será solicitada a apresentação de voucher de pousadas e hotéis, além do comprovante de vacinação.

Nas praias, as equipes da Guarda Civil trabalharão no fechamento das ruas de acesso às orlas, além de atuar no combate ao estacionamento irregular e demais infrações de trânsito.

“Continuaremos com todas as medidas de segurança que a cidade vem implementando. A variante Delta já foi detectada na nossa cidade e não podemos afrouxar na fiscalização. É importante, também, que cada cidadão continue com as medidas de higiene e distanciamento social, evitando aglomerações e obedecendo aos decretos e recomendações da Prefeitura e da Secretaria de Saúde”, informou a Prefeita Manoela Peres.

 

Vacinação durante o feriadão

Por conta do feriadão, a Secretaria Municipal de Saúde fará a suspensão da vacinação contra o Covid. O município está com o calendário avançado em relação ao Estado e demais municípios da região. Desta forma, a previsão é de que a semana se encerre com a vacinação dos adolescentes de 12 anos na sexta-feira (03). O retorno da vacinação está previsto para a quinta-feira (09), com as 1ª e 2 ª doses, além do início da aplicação da 3ª dose de reforço dos idosos, seguindo a recomendação do Ministério da Saúde.

Vale ressaltar que o prosseguimento da vacinação está condicionado à entrega de novas doses da vacina. De acordo com o Plano Nacional de Imunização, o Ministério da Saúde é o responsável por adquirir as vacinas dos laboratórios e enviar aos estados que, por sua vez, devem fazer a distribuição aos municípios.

Reforçando que nesta primeira etapa da 3ª dose, receberão nova vacina os idosos residentes em asilos e abrigos e que já foram imunizados há mais de 6 meses. Após a conclusão deste grupo, outros idosos receberão as doses, obedecendo as notas técnicas emitidas pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Estado de Saúde.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo