CidadesDestaque

São Pedro atinge 100% de ocupação de leitos e decreta restrições para frear avanço da Covid-19

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, retoma o bandeiramento laranja, que representa médio risco para disseminação da Covid-19. A medida leva em consideração o aumento nos índices relacionados à doença nesta semana. Para conter o avanço do contágio na cidade, as ações restritivas serão intensificadas, com a implantação de barreiras sanitárias em pontos estratégicos e novas regras de funcionamento do comércio. A prefeitura ressalta que é imprescindível a colaboração da população, evitando aglomerações e respeitando as normas previstas no Decreto n° 054.

Segundo dados da Vigilância em Saúde, na sexta-feira (19) o município atingiu a taxa de 100% de ocupação dos leitos de Unidades de Pacientes Graves (UPG) e os leitos de observação estão com 30% de ocupação. Observando o atual cenário epidemiológico, a prefeitura decidiu por novas normas após reunião do Gabinete de Crise.

O novo Decreto institui a instalação de barreiras sanitárias nas entradas da parte central da cidade e, ainda, de forma volante nas demais localidades. As especificações dos locais e os horários serão definidas de acordo com as necessidades identificadas pelas secretarias de Saúde e Segurança e Ordem Pública. Com a barreira, fica proibida a entrada de pessoas que não residem no município ou que apresentem quadro de febre ou outros sintomas característicos da Covid-19.

Dentre as exceções definidas, estão a entrega de medicamentos em farmácias, hospital e unidades de saúde; além de entrega de mercadorias nos estabelecimentos estipulados no documento; assistência médica e hospitalar; serviços de emergência, tais como ambulância, bombeiros e afins; funcionários da área da saúde; pessoas que tenham reserva de hospedagem no município, sendo obrigatória a apresentação de voucher; e pessoas que comprovem vínculo empregatício na cidade. As demais exceções estão pontuadas no Decreto.

Mais medidas

Não há restrição de horário para o funcionamento do comércio. Desta forma, o município garante que os frequentadores consigam circular em diferentes horários, ao invés de estarem todos limitados a realizarem suas atividades em um mesmo prazo de tempo reduzido. Eventos com a presença de público, que envolvam aglomeração de pessoas, ainda que previamente autorizados, estão proibidos. A visita a pacientes diagnosticados com o Covid-19 também está vedada. Já o uso de máscara facial continua obrigatório.

Quanto à fiscalização das medidas determinadas pelo documento, a Secretaria Municipal de Segurança e Ordem Pública terá veículo, devidamente identificado, para ronda permanente, enquanto persistir o período de pandemia. O estabelecimento que não seguir as determinações estará sujeito à aplicação de advertência, cassação do Alvará e multa.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo