CidadesDestaque

Rio das Ostras fiscaliza transporte de água mineral para proteger saúde da população

A estratégia de instalação de barreiras sanitárias em Rio das Ostras, para conter o avanço da Covid-19, também serve a outras ações para proteção da Saúde Pública.

Durante o último mês, fiscais da Vigilância Sanitária, da Secretaria Municipal de Saúde, vistoriaram caminhões que faziam transporte de galões de 20 litros de água mineral, vindos de municípios vizinhos para abastecer o comércio de Rio das Ostras.

Na ação, foram constatados e intimados 22 veículos e dois foram inflacionados pelos fiscais sanitários por não possuírem a cobertura correta de proteção da carga.

CONDIÇÕES – Os locais de armazenagem e transporte de água mineral não podem permitir a incidência direta de luz solar. A claridade excessiva, calor e umidade possibilitam o desenvolvimento de algas, que estão naturalmente presentes na água mineral. O ambiente de transporte e armazenagem deve ser preferencialmente fechado, com temperatura abaixo de 25ºC.

LEGISLAÇÃO – A fiscalização se pauta na Lei Federal 6437/77, Legislação Sanitária Federal, e na Resolução RDC 173/06, que dispõe sobre as Boas Práticas para Industrialização e Comercialização de Água Mineral Natural e de Água Natural, além da Lei Municipal 0129/95 – Código de Fiscalização Sanitária do Município de Rio das Ostras.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo