CidadesDestaque

Rio das Ostras avança no atendimento à Mulher

Na próxima segunda (08), se celebra o Dia Internacional da Mulher. Rio das Ostras teve muitos avanços na questão do atendimento a este público vítima de violência doméstica. Em 2020, o Município registrou um número expressivo de atendimentos à mulher em situação de violência.

A chamada via mensagens de WhatsApp, por meio do número (22) 99870-8546, foi uma poderosa ferramenta adotada pela Prefeitura e que tem possibilitado a aproximação de muitas mulheres aos serviços prestados no Centro Especializado de Atendimento à Mulher – Ceam. Este recurso foi criado durante a pandemia, para que menos pessoas circulassem na cidade.

Mesmo com o aplicativo de mensagens funcionando, o atendimento presencial não foi paralisado pela importância do serviço ao enfrentamento à essa dura realidade. Muitas delas não podiam sair de sua residência em busca do serviço.

O atendimento é presencial, de segunda-feira à sexta-feira, no horário das 8h às 17h, exceto aos sábados, domingos e feriados.

O atendimento remoto é realizado pelos números (22)2771-3125 ou (22)998708546, no mesmo horário acima descrito.

Apesar da mobilização em muitas ações e de algumas conquistas, ainda não é suficiente para superar o fenômeno da violência contra a mulher.

AÇÕES – Em Rio das Ostras, conquistas importantes têm contribuído para o fortalecimento das mulheres através do Ceam, que oferece atividades e ações como: palestras, cursos, capacitação, rodas de conversa e oficinas, visando o fortalecimento e o resgate da cidadania de vítimas da violência. Em tempo de pandemia estes encontros têm tido novos formatos para assegurar o protocolo sanitário.

O uso das redes sociais é também um recurso que colabora com a divulgação dos serviços prestados.

“Estamos produzindo um vídeo institucional para ser exibido nas redes sociais com uma reflexão sobre a valorização da garantia de direitos conquistados, vislumbrando uma convivência livre de violência e para que não se perca de vista a relevância da proteção e respeito às mulheres, que ao longo da história muito tem contribuído com o desenvolvimento da sociedade”, afirma Eliara Fialho, secretária de Bem-Estar Social.

Em 2020, foi lançada a Plataforma de Capacitação para servidores da Secretaria de Bem-Estar Social e, por meio dela, foi disponibilizado um curso sobre a Lei Maria da Penha, trazendo esclarecimentos e sensibilização aos servidores que atuam no atendimento da rede socioassistencial.

“Esse atendimento gera um diálogo com a equipe técnica e se o contato foi via WhatsApp, convidamos a vítima para vir até o Centro Especializado de Atendimento à Mulher para alinharmos algumas ações presenciais junto à rede de enfrentamento. É fundamental criar estratégias para não perder contato com estas mulheres que precisam das nossas ações”, disse a Sra. Rosinete Costa, Diretora do Ceam.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo