CidadesDestaque

Revitalização da Lagoa de Geribá

Após 18 anos, projeto começa a sair do papel

A Lagoa de Geribá está prestes a receber investimentos do Fundo Municipal de Meio Ambiente que serão aplicados em sua revitalização.

“Já são 18 anos desde o início desse sonho e agora com a nova gestão esse projeto vai se tornar realidade” – explica Evanildo Nascimento Cardoso, Secretário de Ambiente, Pesca e Urbanismo.

Desde a criação da Unidade de Conservação e Preservação Integral, uma de suas principais ações que foi a revitalização da lagoa Geribá nunca saiu do papel. O Prefeito Alexandre Martins preocupado com a situação daquela região solicitou ao Secretário de Ambiente que priorize esse projeto para que o mesmo seja iniciado o mais rápido possível.

O Projeto tem como uma das suas principais preocupações a preservação do bosque na altura do Parque das Acácias, enquadrado como Área de Preservação Permanente, situado junto à lagoa. Além da recuperação dessas áreas importantes ao redor da lagoa, o projeto traz também uma urbanização com pista de caminhada, ciclovia e decks para a prática do turismo de observação. A ciclovia terá cerca de 3 metros de largura com 06 acessos entre os bairros e iluminação feita com postes altos abastecidos com energia solar e sustentável.

A revitalização será muito importante para essa região da cidade pois, além de proporcionar mobilidade urbana, ligará o canto esquerdo de Geribá ao Posto do “Ceceu” através da pista de caminhada e ciclismo que estará em torno de toda a lagoa. Com esse projeto também serão diagnosticados todos os pontos de ligações clandestinas que eventualmente estejam despejando esgoto sanitário de maneira irregular e ilegal no corpo hídrico, sendo passíveis das advertências pertinentes listadas na legislação de crimes ambientais.

A Secretaria de Ambiente já vem notificando esses pontos e solicitando a ligação com a rede correta. Com a revitalização nessas redes serão interrompidas e de acordo com o Marco Legal do Saneamento, os moradores que não legalizarem essa situação correm o risco de que a concessionária Prolagos exerça o cumprimento da citada legislação e proceda as ligações compulsórias à rede de esgoto já existente na região, procedendo a cobrança pelo serviço na conta de água e esgoto do respectivo usuário.

A biodragagem também é uma preocupação no projeto e por isso um estudo está sendo elaborado para solucionar esse problema e iniciar o processo de purificação da água. A biodragagem é um processo extenso que dispensa uma dragagem física com maquinários, sendo assim bem menos agressiva para o ambiente natural preservando a fauna e flora através de um processo natural.

O Projeto de Revitalização da Lagoa de Geribá está em andamento e finalizando trâmites burocráticos da administração pública e estará em fase de licitação no mês de Julho, a previsão do inicio das obras é o segundo semestre de 2021 com término no primeiro semestre de 2022. O Conselho Municipal de Meio Ambiente já aprovou o plano de ação e os investimentos nesse projeto podem chegar a 06 milhões de reais, sendo fiscalizado pela Secretaria do Ambiente, através do Engenheiro Civil Bernardo Corty. Com o início da revitalização e urbanização da Lagoa de Geribá, a Secretaria de Ambiente, Pesca e Urbanismo elabora um outro projeto para revitalização da Lagoa da Ferradura, um projeto mais viável com poucas invasões e de um benéfico muito grande para o bairro.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo