DestaquePolítica

Por maioria, TSE mantém candidatura de prefeito eleito de Volta Redonda

O Tribunal Superior Eleitoral decidiu na noite de quinta-feira (11) manter a decisão do ministro Alexandre de Moraes que deferiu a candidatura do prefeito de Volta Redonda, no Sul Fluminense, Antônio Francisco Neto, do DEM, e garantiu a posse dele no início do ano.

Por quatro votos favoráveis e dois contra, os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiram pela manutenção de Neto na prefeitura. Votaram a favor de Neto, o relator Alexandre de Moraes, Luis Felipe Salomão, Mauro Campbell Marques e Tarcisio Vieira de Carvalho Neto. Os votos contrários a permanência de Neto no cargo foram Edson Fachin e Sérgio Silveira Banhos.

Apesar de a decisão ainda poder sofrer embargo de declaração — uma espécie de pedido de revisão dos votos — é improvável que a situação mude, uma vez que a maioria dos juízes votou pela legitimidade da candidatura do prefeito.

O processo que resultou na impugnação da candidatura de Antônio Francisco Neto tem base na reprovação das contas de 2011 e 2013 pela Câmara de Vereadores de Volta Redonda em 2017.

Em 2020, Neto foi eleito em primeiro turno, com 57% dos votos válidos, sendo 85.673 votos no total.

Uma decisão do ministro Alexandre de Moraes, do TSE, permitiu que Neto tomasse posse em primeiro de janeiro, até que o pleno se pronunciasse a respeito do caso.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo