DestaquePolítica

Paraty perde o ex-prefeito Zé Cláudio

O Prefeito de Paraty, na Costa Verde do Rio, Luciano Vidal, informou na terça-feira (11) a morte do ex-prefeito e atual secretário de Turismo, José Claudio de Araújo, conhecido como Zé Claudio. O óbito foi provocado por complicações da Covid-19.
Em vídeo divulgado nas redes sociais, o prefeito Luciano Vidal lamentou a morte do secretário. Ele afirma ainda que Zé Cláudio vinha recebendo “toda a assistência da Secretaria Municipal de Saúde, que acompanhou seu atendimento no Hospital Municipal Hugo Miranda e vinha monitorando diariamente seu quadro de saúde desde sua transferência para a unidade de referência em Angra dos Reis”.
Na quarta-feira (12), a Prefeitura realizou um cortejo fúnebre drive-in. O cortejo passou pelo trevo de entrada da cidade devendo chegar ao Cemitério Municipal. Lembrando que a realização de velórios, nestes casos, é vedada pela Vigilância Epidemiológica.

Paratienses lamentaram morte
Autoridades e moradores paratienses lamentaram a perda. “Externo meu pesar solidarizando-me com toda a família enlutada. Neste momento de dor e consternação, só nos cabe pedir a Deus que lhe ilumine e lhe dê paz, e que Deus dê conforto à sua família para que possam enfrentar esta imensurável dor com serenidade. Vá em paz, Zé. Aqui fica só a saudade”, diz nota publicada pelo presidente da Câmara, Valceni Teixeira, o Sanica.
“Porquê Deus? Quando isso vai acabar? Saudades eternas, Zé Claudio. Deixará muitas saudades e grandes recordações em cada cantinho da nossa cidade Paraty”, fez coro a moradora Samara Barros.
“Com profundo pesar que recebemos a notícia da passagem do ex-prefeito Zé Cláudio, que teve importante contribuição no desenvolvimento da nossa querida Paraty”, disse o ex-prefeito Zezé Porto.
O prefeito de Angra dos Reis, Fernando Jordão, também gravou um vídeo lamentando o falecimento. “Hoje me despeço do meu grande amigo e ex-prefeito de Paraty, Zé Cláudio. Ele foi um exemplo de gestão não só para a sua cidade, mas para toda a Costa Verde. Lembrarei sempre com carinho da amizade e ensinamentos. Meus sentimentos aos familiares”, lamentou Jordão.
“Triste demais! Zé, como costumava chamar, era um ser humano do bem. Divertido, sincero e carismático. Amigo, pai, professor, ex-
prefeito. Paraty nunca mais será a mesma. Mas seu legado ficará para história. Obrigado meu amigo, Zé Cláudio, por tudo que fez”, agradeceu Diogenes Bacelar.

Zé deixa legado em Paraty
Nascido na Praia do Sono, Zé Cláudio se destacou na política paratiense e se tornou referência na luta pelo desenvolvimento do município.
Filho de pescadores, ele foi garçom e barqueiro enquanto estudava. Nas horas vagas, ele cultivava mudas de palmeiras imperiais para plantar na cidade. Era ecologista numa época em que pouca gente sabia o que era isso.
Ele saiu da faculdade como professor de história. Quase conseguiu ser eleito prefeito em 1982, pelo MDB. Perdeu por 200 votos. Dois mandatos como secretário de Cultura da cidade, nas décadas de 70 e 80, complementam seu currículo. Deu aulas até se tornar secretário de turismo e em 2001 venceu a eleição para prefeito, em Paraty, com 40% dos votos.
Formado em Direito, sempre viveu da renda de sua pousada e de seu barco de passeios. Homossexual assumido, Zé Cláudio criou sozinho a única filha, Fanalita, fruto de um relacionamento aos 22 anos de idade.
Zé era uma referência na divulgação de Paraty como destino turístico e sua escolha para o cargo havia sido recebida com muita alegria pelos profissionais de Turismo da cidade.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo