Turismo

Os mistérios e belezas do Sri Lanka

Um destino para lá de exótico e fora do tradicional, a pequena ilha do Sri Lanka está repleta de vida selvagem, suficiente para rivalizar com um continente inteiro. Gigantes da natureza – como elefantes, javalis, búfalos e ursos – vagam por suas planícies sufocantes. Em seu coração montanhoso e frio, existem também criaturas estranhas e maravilhosas que não são encontradas em nenhum outro bioma da Terra. O destino já está recebendo brasileiros desde o dia 21 de janeiro de 2021 .

Apenas seis graus acima do equador, a ilha tem menos de 75 mil quilômetros quadrados de área. Planícies costeiras elevam-se acentuadamente até o planalto central, onde os picos alcançam 2 mil metros de altitude.

Para um país tão pequeno, o Sri Lanka tem um clima complexo. Duas monções visitam a ilha regularmente. Todos os anos, os ventos chegam do mar e encharcam as planícies com semanas de chuvas torrenciais. Pelo resto do ano, as terras baixas do Sri Lanka suportam meses de seca. Mas, nas terras altas, a água é abundante o ano todo.

O Sri Lanka tem uma variedade impressionante de vida selvagem, e tudo se deve a esse clima único.

O Sri Lanka (ou Sri Lanca) também já foi conhecido como Ceilão. O pequeno país insular está localizado na Ásia, ao sul da Índia, e já foi colonizada por países como Holanda, Reino Unido e Portugal, adquirindo diversas heranças culturais de cada um deles. A paixão pelo chá, por exemplo, foi herdada dos ingleses.

Após 25 anos de guerra civil, que terminou em 2009, o turismo no Sri Lanka é considerado uma atividade recente. Por isso, esse destino super exótico tem muitas belezas pouco exploradas e uma autêntica cultura local.

 

Principais cidades

COLOMBO – A antiga capital do Sri Lanka já foi um importante porto das antigas rotas comerciais entre ocidente e oriente. Sua arquitetura é um contraste entre arranha-céus, shoppings modernos e construções da época colonial.

Lá se encontram o famoso parque Viharamahadevi e seu Buda gigante e o Museu Nacional de Colombo, dedicado à história do país.

PINNAWALA – Pinnawala é uma vila do distrito de Kegalle, localizada a 90km de Colombo. É conhecida mundialmente pelo Pinnawala Elephant Orphanage, o maior orfanato de elefantes do mundo! O local foi criado com o intuito de cuidar de filhotes órfãos, que ainda são muito encontrados pelo país, e lá os visitantes podem alimentar os pequenos elefantes e os acompanhar enquanto tomam banho em um rio próximo ao local.

DAMBULLA – Localizada no distrito de Matale, na região central do país, Dambulla faz parte do Triângulo Cultural e possui monumentos que são considerados Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO.

 

Lá está o renomado Cave Temple, o maior e mais bem preservado templo localizado dentro de uma caverna do país. No alto de uma pedra a 160 metros de altura, encanta seus visitantes com suas diversas estátuas e pinturas religiosas.

SIGIRIYA – Durante o reinado do rei Kassyapa, a cidade antiga de Sigiriya foi construída no topo de uma pedra, a mais de 200 metros de altura, conhecida como Lion Rock, por ter sido esculpida no formato de um leão.

A cidade também faz parte do Triângulo Cultural do país e é considerada Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO. Hoje, ainda é possível ver em seu topo as ruínas dos palácios e em sua base, as ruínas das estruturas que fortificaram a cidade.

POLONNARUWA – Conhecido como A Cidade Antiga de Polonnaruwa, é um complexo arquitetônico rodeado por um lago artificial e repleto de palácios, pontes, templos, mosteiros, salões de banho reais, salas de reunião com lindas decorações e com diversas estátuas de Buda espalhadas. É considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO e atrai turistas de todo o mundo.

Outras cidades que valem a pena encaixar em seu roteiro são Habarana, Matale, Kandy e Nuwara Eliya.

 

Atrativos

As belezas do exótico Sri Lanka se estendem desde o litoral, com praias de águas cristalinas e areias branquinhas, até o interior com florestas, cachoeiras e lindos picos. Famoso por seus chás, a ilha conta com diversos sítios arqueológicos, belíssimos templos, santuários de elefantes, ótimas opções de safáris e inúmeros locais considerados Patrimônios Mundiais pela UNESCO.

Por todos os atrativos naturais e pela diversidade cultural, histórica e religiosa, o Sri Lanka faz jus ao seu nome, que em sânscrito significa “ilha resplandecente”.

 

Como chegar

Não existem voos diretos saindo do Brasil, para chegar até o Sri Lanka é necessário fazer ao menos uma conexão em Doha ou em Dubai. Por isso, recomendamos que combinem uma viagem ao Ceilão com outros destinos asiáticos.

 

Gastronomia

Além de diversa, podemos dizer que a gastronomia do Sri Lanka é marcante! Apimentada, quente, aromática, repleta de especiarias e com muitas cores vibrantes.

Para os cingaleses (nativos do Sri Lanca), nada se compara a um prato farto de arroz com curry. Os locais gostam tanto de curry, que por lá você encontrará vários tipos dessa especiaria: desde o kiri hodi, nem um pouco picante, até o curry de frango, apimentado a ponto de deixar os olhos lacrimejando (o favorito dos locais). Mas caso você não goste de pratos muito apimentados, lembre-se sempre de solicitar ao chefe para maneirar nos temperos.

Não deixe de experimentar também o coco amarelo (um pouco mais doce do que o coco verde), frutas exóticas como o durian, mangostão e a limonia, e o Appa, prato preferido dos locais, composto por uma massa crocante e levinha que é comida pura ou recheada.

 

Os chás

O Sri Lanka é o quarto maior produtor de chá do mundo, ficando atrás apenas da China, da sua vizinha Índia e do Quênia. O chá mais famoso produzido por lá é o chá preto, que contém ótimas propriedades medicinais.

A diferença de altitude à medida que você vai em direção a parte mais central do ilha, favorece a plantação de diferentes tipos de chás: desde os chás low-grown (nascem em baixa altitude, entre 0 e 600 metros), até os chás high-grow (que nascem acima dos 1.200 metros).

A viagem de trem, considerada como uma das mais bonitas do mundo, passa por diversas plantações de chá entre as cidades de Ella e Kandy. Ella é o melhor lugar para os viajantes interessados em conhecer mais sobre o processo de produção de chá, visitar fábricas e fazer tours com degustação.

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo