Geral

Orlando Drummond, o eterno ‘Seu Peru’

O ator, humorista e dublador Orlando Drummond, o eterno Seu Peru da Escolinha do Professor Raimundo, morreu aos 101 anos, na última terça-feira (27), em sua casa, em Vila Isabel, Zona Norte do Rio. Ele deixa dois filhos, cinco netos e três bisnetos.

Em maio, o artista ficou internado durante dois meses no hospital Quinta D’Or, na Zona Norte do Rio de Janeiro, para tratar uma infecção urinária. Orlando foi hospitalizado no dia 12 de abril e teve alta no dia 12 de junho. Ele foi um dos primeiros vacinados contra a Covid-19 no Palácio da Cidade, no Rio, em janeiro deste ano. Em fevereiro, o ator recebeu a segunda dose do imunizante em casa.

Drummond também marcou época como dublador. O carioca entrou para o Guinness Book, o livro dos recordes, por dublar o personagem Scooby Doo por mais de 35 anos. O artista também ficou conhecido por dublar personagens como Popeye, Vingador (Caverna do Dragão), Alf, o ETeimoso, Gato Guerreiro (‘He-Man’), Sargento Garcia (‘Zorro’), entre outros muitos trabalhos. Durante a carreira, atuou como dublador em mais de 70 produções.

Como ator, seu personagem mais importante foi o “Seu Peru”, da “Escolinha”. O ator começou a interpretá-lo na TV em 1957, já o tendo feito na rádio, e conquistou o público com bordões como “Peru com mel, de Vila Isabel”, “Dou o maiorrr apoio! ” e “Estou porrr aqui”.

Em 2019, em virtude dos 100 anos de Drummond, a “Escolinha” fez episódio especial para homenageá-lo, quando foi ovacionado pelos humoristas da nova fase do programa.

A visita ilustre de Drummond encantou a todos os presentes nos estúdios da Globo. Um esquema especial foi montado para a sua chegada, pois a participação foi uma surpresa para o elenco do programa. No meio da gravação de um episódio, os “alunos” saíram da sala a pedido da diretora Cininha de Paula, enquanto o humorista entrou no local. Quando retornaram ao cenário, lá estava ele, sentado na carteira que ocupou durante anos, com o figurino completo de Seu Peru. O último a entrar foi Marcos Caruso, o herdeiro do personagem, que não conseguiu segurar as lágrimas ao ver a inspiração personificada. Na ocasião, o veterano recebeu o carinho dos amigos de profissão, que cantaram até parabéns em comemoração ao seu centenário.

Orlando teve uma vida ativa até depois de seu centenário. No Carnaval de 2019, foi homenageado por um bloco de rua do Rio de Janeiro, que teve como tema Dublando Drummond 100 Anos. A presença ilustre do humorista no evento levou o público à loucura e foi celebrada na internet. Ao chegar ao local, Orlando mandou um recado nas redes sociais fazendo menção ao icônico Seu Peru: “Tô chegando aí pessoal, qualquer dúvida…Use-me e abuse-me!”.

CARREIRA

Drummond nasceu no bairro de Todos os Santos, zona norte do Rio de Janeiro, em 18 de outubro de 1919. Criado numa família de nove irmãos, iniciou sua carreira em 1942 como contrarregra na rádio Tupi, onde conheceu amigos como Bibi Ferreira, Carlos Machado, Olavo de Barros e Paulo Gracindo, que, como diretor de teatro, ajudou a torná-lo um radioator. A partir daí, não parou mais.

Posteriormente, atuou em alguns filmes como Rei do Movimento (1954) e Angu de Caroço (1955) até chegar à carreira de dublador, a qual exerce desde o início dos anos 1950. Interrompeu o trabalho como dublador em junho de 2015 após sofrer um acidente.

Ganhou notoriedade pelo personagem Seu Peru da Escolinha do Professor Raimundo, criado em 1952 para a versão do programa ainda no rádio. Em novelas, sua primeira participação ocorreu em Caça Talentos, interpretando Zaratustra de 1996 a 1998. Após o fim da primeira versão de A Escolinha do Professor Raimundo, em 1995, o Seu Peru não se aposentou. Ele e Drummond foram para o Zorra Total, onde ficaram até 2006. O personagem ainda participou de outros programas da TV Globo, como A Turma do Didi, em 2001, e o especial de final de ano Chico e Amigos, em 2009.

Sempre muito ativo, Drummond decidiu diminuir o ritmo de trabalho em 2015, após sofrer um acidente doméstico, que resultou em três costelas quebradas. Na época, o ator disse que pretendia se dar um merecido descanso, dedicando o seu tempo para curtir a família. Casado desde 1951 com Glória Drummond, o ator teve dois filhos, cinco netos — dos quais três também são dubladores — e três bisnetos.

Entrou para o Livro Guinness dos Recordes por dublar Scooby Doo por mais de 35 anos. Entretanto, na série Scooby Doo – Mistério S/A, Orlando dublou Scooby apenas na 1ª temporada por causa de uma exigência da Warner, sendo substituído então por Reginaldo Primo.

Em 2019, Drummond foi homenageado no Carnaval do Rio. Em maio de 2019, aos 99 anos, Orlando Drummond participou da dublagem do comercial da Renault, que propôs um final alternativo do desenho Caverna do Dragão. Ele dublou seu antigo personagem, o vilão Vingador.

Seu último trabalho foi no filme De Perto Ela Não é Normal, lançado neste ano. Na produção, ele interpretou um pescador. Em janeiro, Drummond foi imunizado contra a covid-19, em uma cerimônia que marcou o início da vacinação em sua cidade natal.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo