DestaquePolícia

Operação prende acusados de violência contra mulheres

A Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol), por meio do Departamento-Geral de Polícia de Atendimento à Mulher (DGPAM), realiza, na terça-feira (10), a “Operação Gaia” para cumprir mandados de prisão contra acusados de violência contra a mulher. Até o momento, 42 pessoas foram presas.

Em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, até o fechamento desta edição, sete homens foram presos. Entre eles, dois homens foram presos suspeitos de lesão corporal e outros quatro por não pagamento de pensão alimentícia.

Entre os presos em cumprimento a mandado de prisão por violência doméstica está um homem de 31 anos, que foi capturado pela polícia em uma casa em Arraial do Cabo.

Já entre os presos por não pagamento de pensão alimentícia está um homem de 29 e outro de 36 anos. Os dois foram capturados em Cabo Frio.

De acordo com a delegada Sandra Ornellas, diretora do Departamento Geral de Polícia de Atendimento à Mulher (DGPAM), em Cabo Frio, na Região dos Lagos, uma vítima, que tinha medida protetiva expedida pela Justiça para que o ex-companheiro ficasse longe dela, denunciou que ele tentava entrar em casa. “Ele estava esmurrando o portão, acionamos à Polícia Militar, e ele foi preso”, afirmou Sandra.

Segundo a delegada, um dos presos estava condenado pela morte da companheira, em 2012, e seguia foragido da Justiça.

“Ele era militar, serviu no Haiti, quando tinha 24 anos, mas não faz mais parte das forças armadas. Ele teve um relacionamento extraconjugal e engravidou uma jovem. Ao saber da gravidez, marcou um encontro na Estação Estácio do metrô, já levando uma faca. Ele deu várias facadas, no tórax e no pescoço, e largou a bolsa dela em um matagal em Caxias”, contou.

Além de Cabo Frio e Arraial do Cabo, a operação na região já prendeu cinco pessoas em Araruama, uma em Iguaba Grande e uma em São Pedro da Aldeia.

Os agentes estão nas ruas para cumprir 85 mandados de prisão em todo o estado do Rio de Janeiro. A ação contou com o apoio de delegacias do Departamento-Geral de Polícia do Interior (DGPI). Até o fechamento, 115 pessoas haviam sido presas, algumas em flagrante.

Para denunciar crimes contra a mulher em Cabo Frio e região, a população pode entrar em contato com a Deam pelo telefone (22) 2253-1177.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo