CidadesDestaque

Mesmo com fiscalização, população insiste em continuar nas ruas, alerta Prefeitura

No primeiro fim de semana das medidas restritivas impostas pela Prefeitura de Rio das Ostras para conter a propagação do Coronavírus, boa parte da população ignorou o altíssimo risco de transmissão e a falta de leitos e foi para as ruas, muitas vezes sem máscara.

Mesmo com o trabalho intenso e a ampliação das equipes de Fiscalização, muitas pessoas desrespeitaram os Decretos Municipais, principalmente insistindo em frequentar as praias, chegando a retornar aos locais quando os agentes se afastavam.

A movimentação foi mais intensa nas praias mais afastadas como a Praia da Joana e Areias Negras. Em todas as praias banhistas foram retirados. Tentando burlar o trabalho da Fiscalização, muitas pessoas alugaram embarcações e lotaram a Ilha do Costa.

A equipe da Coordenadoria Geral de Fiscalização e Postura (Comfis) ganhou um reforço de mão de obra e viaturas e está trabalhando 24h, com o apoio do Grupamento de Operações Especiais (GOE), da Secretaria de Segurança Pública.

Além das orlas, lugares com grande concentração de comércios também receberam a visita da Fiscalização, como a Avenida José David e Rua Santa Catarina, em Cidade Beira Mar, e áreas comerciais do Praia Âncora. Diversos estabelecimentos comerciais foram fechados.

Embora várias repartições públicas estejam fechadas, a Comfis está recebendo denúncias durante toda a semana, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, assim como a Guarda Civil Municipal, que atende 24 horas.

BANDEIRA ROXA – Rio das Ostras está entre os 22 municípios do Estado que estão na Bandeira Roxa, com alto índice de transmissão do Coronavírus. Também contribui para o novo recorde na fila de espera de leitos UTIs públicos do Rio de Janeiro, inclusive com pacientes internados acima da capacidade à espera de transferência.

A Central Municipal de Regulação de Vagas está trabalhando dia e noite na busca de leitos em todo Estado. Hoje, Rio das Ostras está com 16 pacientes aguardando transferência para leitos clínicos e UTIs.

SAÚDE – A Saúde está administrando um crescente número de atendimentos e já se encontra lotada há mais de duas semanas. Somente neste sábado e domingo, o Pronto-Socorro fez 293 atendimentos. E do dia 25, quinta-feira, até hoje foram registrados 11 óbitos no Município por Covid-19.

Para não deixar de atender ninguém, a Secretaria de Saúde converteu três espaços em enfermarias no Pronto-Socorro e ampliou o morgue, local onde os corpos ficam aguardando para encaminhamento.

Com isso, o sistema funerário também enfrenta dificuldades. De fevereiro para março, registrou um aumento de 60% no número de sepultamentos. A Subsecretaria de Serviços Públicos também aumentou o número de servidores para dar conta do trabalho.

BARREIRAS – As barreiras sanitárias nas entradas da Cidade em Barra de São João e na RJ 162, acesso por onde passaram os veículos vindos da BR 101, estão funcionando 24h e mais de 350 veículos foram impedidos de entrar em Rio das Ostras, nestes primeiros dias de ação.

O trabalho nas barreiras contou com o reforço de Agentes do Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (Detro-RJ) e da Polícia Militar. Além de coibir o transporte de fretamento nos acessos aos municípios, foi verificado o uso de máscara e a disponibilização de álcool em gel nos transportes regulares.

SEGURANÇA – Todas as forças de segurança no Município estão trabalhando 24h para garantir o cumprimento dos Decretos Municipais.

Apesar de parte da população tentar burlar a legislação, na maioria das vezes acata a intervenção dos Guardas Civis Municipais e Fiscais. No domingo, dia 28, um motorista furou o fechamento da orla de Costazul e atropelou um policial militar. O motorista foi preso pelo GOE por lesão corporal culposa, tentativa de homicídio culposo, infração de determinação do poder público destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa e desobediência à ordem legal de funcionário público.

Também por infringir a legislação, 81 veículos foram multados.

O trabalho continua intenso até o dia 4 de abril, quando termina a antecipação dos feriados decretado pelo Estado e seguido pelo Município.

A Administração Municipal também intensificou a divulgação da campanha contra a Covid-19 para atingir o maior número de pessoas, dentro e fora de Rio das Ostras.

Em todas as ações, a solicitação é que a população respeite o isolamento social adotado para evitar a propagação da Covid-19.

Quem quiser fazer denúncias pode ligar para a Comfis – (22) 2760-6891 –das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. Ou ainda para a Guarda Civil Municipal –0800 022 6301 – com atendimento 24h.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo