CidadesDestaque

Mazelas continuam evidentes em Cabo Frio

Moradores de Cabo Frio, na Região dos Lagos, não aguentam mais sofrer nas mãos da atual gestão. Lixo espalhado, buracos, esgoto a céu aberto, falta de iluminação pública, servidores desvalorizados e caos na saúde são alguns dos problemas que assolam o cotidiano cabo-friense.
“A cidade de Cabo Frio está abandonada, mato crescendo nas calçadas e sarjetas, árvores nos passeios necessitando de poda, coleta de pequenos entulhos se acumulando nas calçadas, ruas esburacadas, etc”, afirma Sérgio Portella.
No bairro Braga, por exemplo, os munícipes relatam casos de buracos abertos há meses, que só crescem e criam novas ameaças a motoristas e pedestres. Além de crateras nas ruas, o lixo também marca presença nas principais vias do bairro.
No entanto, o ‘privilégio’ não é somente do Braga. O abandono é encontrado em toda cidade e revolta moradores. Na semana passada, cansados de esperar o Poder Público, um grupo resolveu tapar buracos em uma rua no bairro das Palmeiras com concreto.
Segundo eles, esse foi o jeito de tentar resolver os transtornos e acidentes causados pelos buracos na via. Em protesto, os moradores colocaram um boneco de pano com uma foto do rosto do prefeito José Bonifácio no local. “Quatro acidentes aqui em menos de quatro meses, inclusive, um envolvendo uma criança atropelada. Complicado, irmão. Fico revoltado”, disse Pablo, um dos participantes do mutirão.
“Esse prefeito tem que tomar vergonha na cara. A cidade está toda esburacada, muito buracos. Está acontecendo muito acidente por causa das crateras no meio das ruas”, afirma Cesar Costa.
O acumulo de lixo também acontece na localidade. “Bairro Palmeiras está cheio de lixo e com urubus. Já fiz várias reclamações e o lixo só aumenta”, relata Maria José Ribeiro.
Um morador da Ogiva resolveu pagar trabalhadores para recolher lixo espalhado na Estrada Deodoro de Azevedo, próximo a Escola Municipal Prof. Oswaldo Santa Rosa.
“A Prefeitura só tem que fazer o trabalho dela que é retirar o lixo. Bom, dizem que é a Prefeitura que tem que fazer, mas não sei. Aí fica a critério da Prefeitura e do bom administrador que está gerindo essa pasta”, pontua o morador.
Nas redes sociais, o cabo-frise tem levado a situação com bom humor, mas sem perder o tom de cobrança. “Os bairros fora da Orla de Cabo Frio estão um caos. O nome da cidade deveria mudar para ‘Buraco Frio’ por tamanha é a quantidade de crateras que tem nas ruas”, brinca Marcelo Guedes.
“Este prefeito deveria ser chamado de tatu vaga-lume, vai gostar de buraco e escuridão assim lá na China”, diz Jose Carlos Leal.

Lixo e falta de iluminação
Moradores relatam ainda a deficiência na coleta de lixo e a manutenção da iluminação pública, que segundo eles, demora meses para ocorrer. “A rua um breu, saio todos os dias 4h30 cheia de medo. Sou mulher, não moro de aluguel, sou a proprietária, pago os impostos tudo certinho. A grande maioria das casas na minha rua são de veraneio que dificulta ainda mais, pois os donos não vão fazer a manutenção das casas. Exatamente aonde o poste está sem luz tem uma casa abandonada sem portão só madeira e matos, um prato cheio pra se esconderem. É muito triste não ter um retorno da Prefeitura para solucionar o problema. Estou a meses tentando contado com o número que eles informam e nada”, conta Paty Ferreira.
“Quando vai vir para o bairro Monte Alegre 2? Nas ruas não se consegue passar de tanta lama, esgoto a céu aberto e as lâmpadas dos postes todas queimadas”, alerta Edmar.

Caos na Saúde
O relaxo e abandono também reflete na Saúde. Recentemente, o ex-candidato a prefeito Dirlei Pereira denunciou o descaso da Prefeitura. Nas redes sociais, Dirlei conta a saga de uma mãe cabo-friense em busca de medicamentos e equipamentos que deveriam ser disponibilizados pela administração pública. “Pelo amor de Deus, meu filho precisa de Bolsa de Colostomia e a Saúde de Cabo Frio diz que não tem”, suplicou a mãe de Levi, de 2 anos, que necessita do equipamento.
“Levi, de apenas 2 anos, usa uma válvula na cabecinha. E também usa, desde que nasceu, uma Bolsa de Colostomia. Agora, por incrível que possa parecer, a Secretaria de Saúde de Cabo Frio parou de fornecer o equipamento”, diz trecho da postagem.
Dirlei chega a pedir a colaboração da população em prol de ajudar a família. “Pra quem Deus tocar no coração”, frisou.

Mais desculpas
Sempre com desculpas, a Prefeitura de Cabo Frio afirma que aguarda processo de licitação para iniciar uma operação tapa buracos na cidade. “O processo para aquisição de massa asfáltica está na fase final para o lançamento do edital. Depois disso, a Secretaria de Obras e Serviços Públicos iniciará a operação tapa buracos em toda a cidade. Enquanto o processo de licitação está em andamento, as equipes da Prefeitura têm realizado vários serviços, utilizando material próprio, em diversos bairros, para amenizar o problema”, disse a Prefeitura.
Quanto à manutenção da iluminação pública, a prefeitura afirma que “o trabalho voltou a ser feito após um período de adequação junto à empresa que presta este serviço de forma terceirizada”. Já aos serviços prestados pela Comsercaf, a administração municipal pede que os moradores entrem em contato pelos números 2648-8907 ou pela ouvidoria: 2646-2560”.
“Esse prefeito não tem força nem capacidade de sequer tapar os milhões de buracos nas vias de Cabo Frio, que dirá administrar a cidade. Não tenho visto ação nenhuma a não ser no meu bolso em oficina refazendo a suspensão do carro”, desabafa Alexandre Freixo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo