Turismo

Guatapé encanta pelo seu colorido e belas paisagens na Colômbia

Localizada no departamento de Antioquia e a apenas a 79 quilômetros (49 milhas) de Medellín, a cidade de Guatapé ficou conhecida como o povoado mais colorido da Colômbia. Uma cidadezinha que mistura tradição campestre e história indígena, refletindo todo seu encanto nas artes das ruas cheias de vida.

Guatapé está a 1.925 metros sobre o nível do mar, com um clima ameno e chuvas ocasionais, a temperatura está entre 21 e 13°C. O título não oficial de cidade mais colorida da Colômbia foi dado pelos viajantes que se encantaram com os zócalos, nome dado às pequenas obras de arte que adornam as paredes das casas e que, a princípio, serviam para preservar as paredes das galinhas e da umidade. Com o tempo, as pinturas foram espalhando-se pela cidade, ganhando espaço e beleza.

Guatapé também é uma das melhores cidades colombianas para quem gosta de ver belezas naturais, já que tem uma imensa laguna azul e a famosa (e gigantesca) La Piedra del Peñol.

 

HISTÓRIA

Antes que os conquistadores ibéricos alcançassem a área no século 16, esse território era habitado por grupos indígenas, alguns controlados por um cacique chamado Guatape. Em sua homenagem, a cidade foi nomeada em sua homenagem. O nome “Guatapé”, vem da língua quíchua, relacionado a “pedras e água”. Outro nome que a cidade teve no passado foi “La Ceja de Guatapé”.

Em 1714, os indígenas guatapé desta região foram agrupados em um abrigo conhecido como “San Antonio de Remolinos Peñol”. Vestígios de sua existência vêm de urnas de barro encontradas na cidade de Alto Verde e de vários sítios arqueológicos ainda não estudados nas aldeias de La Peña, La Piedra, El Roble e El Rosario.

Guatapé foi fundada em 4 de outubro de 1811, pelo espanhol Dom Francisco Giraldo y Jimenez. Foi declarado município em setembro de 1867.

Guatapé passou por mudanças ao longo de sua história. Era uma cidade predominantemente agrícola que dependia da pecuária, agricultura e mineração. As Empresas Públicas de Medellín construíram um grande complexo hidrelétrico aqui na década de 1970. Este megaprojeto produziu grandes impactos no desenvolvimento social, econômico, político, ambiental e cultural da localidade. Com a construção dessa barragem, Guatapé se tornou um dos mais importantes pólos de produção de energia elétrica do país.

UM DESTINO MÁGICO NA COLÔMBIA

A cidade é conhecida por dois motivos. O primeiro é a construção de uma represa que alagou grande parte do território de Guatapé e El Peñol, em 1978 (caso você fizer o passeio de barco, é possível chegar no local onde havia uma cidade, marcado pela cruz da torre da igreja que fica submersa quando os níveis da lagoa estão normais).

Ele formou um lindo lago artificial, com diversas ilhas, que pode ser melhor visto de cima de uma grande pedra. Para permitir o acesso de todas as pessoas ao cume da rocha, uma enorme escadaria foi construída ao seu lado.

Depois, tem um apelo turístico forte por ser o local onde Pablo Escobar tinha uma de suas fazendas. Ainda é possível visitá-la, mas foi queimada, destruída e não sobrou muito para ver.

Guatapé é turística e consequentemente os preços podem ser um pouco mais caros. Ao mesmo tempo, há uma boa oferta de hostels e restaurantes, que não são muito econômicos. Porém, os comerciantes da cidade são bem receptivos à negociação.

 

OS PAISAS

Quando se está na Colômbia, não é incomum ouvir alguém chamar outra pessoa de paisa ou paisano. Essa é a alcunha dada a quem vive no departamento de Antioquia, cuja mais famosa cidade é Medellin, a segunda maior do país. Os pueblitos paisas mais famosos são Guatapé, Santa Fé e El Jardin.

 

COMO CHEGAR EM GUATAPÉ

Há ônibus direto de Medellin. Para ir a Guatapé, é preciso ir ao terminal norte da cidade. A passagem custa a partir de COP 6.500 e dura duas horas até o centro da cidade. Se você estiver com pouco tempo, o melhor a fazer é parar alguns quilômetros antes de chegar no centro, no Peñol.

 

ATRATIVOS

Piedra del Peñol – Guatapé esta encravada a aproximadamente  2 mil metros de altitude e possui uma lagoa de aguas cristalinas e naturais ideais para os esportes náuticos. Existem locais para poder ter uma vista de suas lagoas: a imagem desse local é cercada de morros e montanhas, se configurando em um perfeito postal. No local, é possível praticar  surf, vela e esportes náuticos em seus 64 m².

A Piedra del Peñol constitui um atrativo importante para quem gosta de caminhadas e paisagens incríveis; o lugar tem 679 degraus de pedra natural que levam até seu topo. Tido como o mirante natural mais alto de toda a Colômbia, o monólito tem 200 metros de altura.

Casinhas coloridas – O colorido das casas e o brilho de suas frentes se deve a uma antiga e clássica tradição que decora toda a cidade. Aliás, nos primeiros anos do século XX, se realizaram na região de Guatapé produções de filmes e propagandas dando visibilidade internacional ao destino pelo colorido de suas casas. A história das tradições indígenas e a colonização antioqueña tem sido retratados nesse local.

Calle del Recuerdo – Caminhando pelas ruas da pequena cidade, existem lugares que se fazem necessária uma parada, como por exemplo a Calle del Recuerdo. O lugar é considerado um patrimônio urbanístico e arquitetônico do município de Guatapé. Esta pequena rua representa uma das ruas típicas que foram inundadas quando decidiram criar o reservatório. Assim, caminhar por esta rua significa entrar um pouco na história da cidade. Nesta rua está o Museu Histórico Comunitário de Guatapé, um local fácil de reconhecer pelas suas residências com alguns dos zócalos mais coloridos e representativos para a população.

Plazoleta del Zócaloque – Uma das praças mais coloridas da cidade, o Plazoleta del Zocalo é um dos lugares representativos de Guatape e sua construção começou com o decreto de Zocalização de 2009, pois estaria estrategicamente localizado para ligar o calçadão, a rua do comércio e a rua da memória que é um símbolo do Guatapense. zocalo. Nela existe uma escadaria linda para fazer fotos e descansar depois dos passeios

É um ponto de encontro ideal para guatapenses e estrangeiros, pois podemos saborear uma boa refeição, uma bebida e deliciarmo-nos com a contemplação dos seus edifícios coloridos e as suas arquibancadas repletas de pedestais que adornam o local. Sem dúvida, parada obrigatória para quem visita Guatape.

Igreja de Nossa Senhora do Carmen – É em estilo greco-romano. Caracteriza-se pela construção de grandes arcos e engastes circulares, que adornam as bases e a parte superior das colunas.

A construção do templo demorou pouco mais de 70 anos, sendo construído em 1865 no estilo greco-romano. Caracteriza-se pela construção de grandes arcos e engastes circulares, que adornam as bases e a parte superior das colunas.

Monastério de Santa Maria de Epifania – Fundado em 1968 Nos Andes colombianos, a dois mil metros acima do nível do mar, emoldurado em uma reserva florestal aos pés da represa de Guatapé, está o Mosteiro Beneditino de Santa María de la Epifanía.

Nele, um grupo de monges, jovens, adultos e idosos, vive dedicado à busca radical e exclusiva de Deus, seguindo a Regra de São Bento.

Sendo está mais uma das atrações do município de Guatapé, oferecendo a quem deseja um momento de oração, solidão e silêncio com o único propósito de preparar a vida do homem para uma experiência de Deus através de uma atitude e escuta profunda de sua palavra.

Este também tem acomodação para quem deseja encontrar um espaço de silêncio e paz com Deus. Para obter mais informações, você pode visitar o site https://www.monjesbenedictinosguatape.org/.

Parque Confama – Aproveite o parque: a recompensa são 360 graus de verde natural banhados por uma imponente barragem? Monte o seu plano porque já o aguardamos para aceitar o desafio da Aguaventura e do escorrega aquático; atrações no reservatório que o farão vibrar de emoção.

Ilha da Fantasia – É uma ilha que fica na barragem de Guatape a 4 quilômetros de barco saindo do calçadão de Guatape e a 6 quilômetros da ponte de pedra.

Na ilha da fantasia podemos encontrar 3 cabanas equipadas com tudo o que é necessário para passar um dia de alojamento rodeado de muita água e natureza, visto que esta ilha, devido à sua localização, está rodeada por vários ilhéus. O que o torna ideal para se desconectar do mundo da cidade e se conectar com a natureza.

A comida não é vendida na ilha, se você pretende ficar neste local, você deve deixar claro que toda a comida será transportada pelo hóspede da cabana.

O preço por cabine varia de acordo com o número de pessoas hospedadas. Mas o preço varia de 150.000 mil pesos a 350.000 dependendo do tipo de plano que você escolher.

Para chegar à ilha é necessário tomar um barco de Guatape que custa 45.000 mil pesos para até três passageiros ou 65.000 se houver mais de 7 passageiros.

O cristalino – Lugar mágico para um passeio pelas águas cristalinas que nascem nas montanhas mais altas de Guatape.

O cristalino é uma área de conservação já que em seu entorno abriga espécies nativas da região e abastece várias casas da região com água potável. Este local possui 3 pequenas cachoeiras que vale a pena conhecer se você estiver viajando por alguns dias em Guatape desde seu riacho de águas cristalinas irá confortá-lo com uma bela paisagem que o fará sair da rotina.

Para chegar ao cristalino existem dois pontos de acesso: o primeiro ponto de acesso é localizando a ponte Guatape e virando à direita um lugar chamado Aeroporto. Uma vez localizado o aeroporto, deve-se seguir o caminho que o levará até a fonte de água e está até o cristalino.

O segundo ponto de acesso é saindo de Guatape, localize o Estadero de Playa Hermosa e vire à direita nessa rua, localizando o caminho El Roble, seguindo essa estrada por cerca de 4 quilômetros até chegar à causa da água.

Nossa recomendação para caminhar até o cristalino é usar roupas confortáveis, boa hidratação e despertar aquele espírito aventureiro para percorrer todas as cachoeiras que são 5 no total e subir até o buraco da sondagem pelo caminho de pedra que o levará de volta a Guatape.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo