Turismo

Guangzhou: uma cidade rica em cultura e infraestrutura

A cidade chinesa de Guangzhou, localizada ao sul do país, e terceira maior cidade do gigante asiático, atrás apenas de Pequim e Xangai, e possui uma variedade de atrações que com certeza instigam a curiosidade de quem visita a China. A cidade é uma mistura da China moderna e China tradicional e atrai muitos turistas por esse motivo.

Cantão possui 5,7 milhões de habitantes e fica localizada no sul da China, sendo capital da Província de Cantão (Guangdong). A pouco mais de 100 km de Hong Kong, a cidade se trata de um importante centro portuário da China, e recebe o status de subprovíncia administrativa.

Em termos de tamanho, Cantão só fica atrás de Xangai e Pequim, sendo a terceira maior cidade do país. Em 2010, a cidade foi escolhida como sede dos Jogos Asiáticos, que aconteceram no mesmo ano. Atualmente, conta com a maior feira mundial de importação e exportação, sendo assim um destino bastante procurado por empresários.

A cidade possui excelente infraestrutura, podendo o turista dispor de transporte público de qualidade, grandes shopping centers, aeroporto moderno, lojas para todas as finalidades, restaurantes para todos os gostos e hotéis de diversas categorias, variando desde os mais caros até as opções de hostels, que costumam ter um preço mais acessível.

Guangzhou é famosa também por sediar a maior feira de negócios do Mundo com mais de 1 milhão de metros quadrados de exposição. A Feira de Guangzhou, ou Feira de Cantão (Canton Fair) acontece duas vezes por ano, em abril e em outubro e é realizada em três etapas em cada vez, com uma semana em cada uma. As etapas expõem e vendem produtos diferentes, desde máquinas industriais, produtos eletrônicos, materiais de construção, produtos têxteis, roupas, bolsas e calçados, etc., fazendo um resumo de tudo que existe na economia chinesa hoje em dia.

 

HISTÓRIA

A capital da província de Guangdong, localizada a 120 km de Hong Kong, tem uma grande importância na história chinesa por ter sido o maior terminal marítimo da Rota da Seda e ainda hoje é um grande porto e centro de transporte chinês. A cidade foi uma porta de entrada para estrangeiros, principalmente europeus, desde o século III a.C., que deram o nome de Cantão à cidade.

Fique encantado com templos antigos e brilhantes torres de aço fazendo um tour para ver a arquitetura do local. E visite um dos quatro parques temáticos Chimelong para se divertir. Chamada anteriormente como Cantão, é em Guangzhou que a “comida chinesa” tradicional (melhor dizendo, cantonense) surgiu. Quem gosta de gastronomia encontrará mais restaurantes per capita nessa cidade do que em qualquer outro lugar na China.

A parte principal da cidade está situada na margem norte do Rio das Pérolas, que se ramifica no Rio Xi (Oeste) antes de se encontrar com o Rio Dong (Leste) e forma a fronteira norte do imenso Delta do Rio das Pérolas ao sul.

Os distritos centrais da cidade ficam ao sul de Baiyun (“Nuvem Branca”) Montanha, que se eleva a 1.253 pés (382 metros) acima do nível do mar, cerca de 4 milhas (6 km) do centro da cidade. Na extensão sul da montanha Baiyun está a montanha Yuexiu, onde viveram os primeiros habitantes conhecidos da região. Trabalhos arqueológicos revelaram que o local da cidade durante o Qin (221-206 AC ) e do Han (206 AC -220 CE ) dinastias foi ligeiramente ao norte do centro urbano moderno. Mais tarde, a cidade expandiu-se para o sul, à medida que sedimentos e areia provenientes do rio foram depositados e o Pearl tornou-se gradualmente mais estreito.

A velha Guangzhou era uma cidade lotada de ruas estreitas e becos sinuosos. Um vigoroso programa de modernização foi executado nas décadas de 1920 e 30, durante o qual ruas largas foram construídas, esgotos modernos introduzidos, galerias construídas para lojas de calçada e vários parques criados. Novos diques construídos ao longo do Pearl permitiram que a cidade se expandisse para o sul até sua atual orla. Até a década de 1980, as colinas ao norte restringiam o crescimento ali, e os numerosos cursos de água a oeste também eram uma barreira; e a expansão subsequente de Guangzhou foi principalmente nas planícies baixas a leste. No entanto, com o afluxo de pessoas depois disso, a cidade começou a crescer rapidamente em todas as direções – principalmente ao norte e ao sul – embora os distritos centrais tenham permanecido concentrados em torno do local da cidade velha perto das margens do rio.

 

ATRATIVOS

Guangzhou possui incríveis pontos turísticos que não podem ficar de fora de uma visita ao local. Entre eles pode ser citada a Torre de Cantão, que é a maior estrutura na China atualmente e de onde se pode ter uma magnífica visão da cidade observada de cima. A cidade também conta com incríveis museus onde você pode fazer uma viagem ao passado chinês como, por exemplo, o Museu de Guangzhou e o Mausoléu do Rei Nanyue. Outras atrações muito buscadas na cidade são o passeio no cruzeiro noturno no Rio das Pérolas e o zoológico da cidade. A Catedral do Sagrado Coração de Jesus, ou Catedral Shishi, também é um local que recebe a visita de muitos turistas.

Além dos programas atrativos para as diversas faixas etárias, Guangzhou também é um ótimo destino culinário. A variedade de opções é grande e de preços também, quem passa pela cidade encontra uma diversidade de restaurantes onde o visitante pode experimentar um pouco da culinária tradicional cantonesa.

Guangzhou é um misto de arte, cultura, história, modernidade e gastronomia no sul da China. Seu passado e presente juntos refletem uma cidade incrível e cheia de atividades para todas as idades e perfis. É impossível não se apaixonar ao aprender sobre essa pérola chinesa.

Completam o turismo em Cantão o Shamian Island, a Mesquita Huaisheng, o Guang Xiao Temple e o Rio das Pérolas. Além disso, o Temple of the Six Banyan Trees – que evidencia uma arquitetura bastante interessante e rica em detalhes.

Se tratando de China, outro grande atrativo dos turistas nas cidades do país são as compras. Em Cantão, o viajante costuma apreciar o preço dos produtos, que é acessível, assim como os restaurantes, que podem ser encontrados em todas as categorias e para todos os gostos. Além disso, a maioria dos estabelecimentos conta com cardápio em inglês. A segurança é outro ponto forte.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo