DestaquePolítica

FERIADÃO

Governo do Rio e Prefeituras decretam medidas para impedir ida ao interior

Com objetivo de evitar que moradores da capital vão para o interior do Estado do Rio de Janeiro durante o feriado prolongado instituído para diminuir a circulação de pessoas, o governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, e Prefeituras fluminenses decidiram publicar novas medidas restritivas. Nesta quinta-feira (25), prefeitos dos municípios da Região dos Lagos se reúnem em Araruama com o objetivo de definir uma estratégia única para dificultar a invasão de turistas na região.

Nas redes sociais, autoridades e moradores da Região dos Lagos lançaram a campanha “Feriadão no Rio é invasão  na Região dos Lagos”, com objetivo de sensibilizar. Na quarta (24), o Cláudio Castro afirmou que a publicação de um decreto tentaria impedir o deslocamento para o interior, mas não disse quais seriam as medidas. Até o fechamento desta edição, às 18h40, o decreto não havia sido publicado.

“Eu não sou o governador só da capital e de Niterói. Eu sou governador de 92 municípios. Eu tenho preocupação da capital fechar tudo e tudo mundo ir para o interior, todo mundo para a Região dos Lagos, Costa Verde. Então, a gente tem que regular o estado como um todo”, disse o governador após reunião com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto.

 

Cidades turísticas do Rio criam barreiras

Quem sair da capital para visitar cidades do interior do Rio provavelmente terá de dar meia-volta. Os municípios das regiões dos Lagos criaram barreiras sanitárias para evitar o fluxo de pessoas nas cidades durante o período de dez dias de feriados antecipados entre a sexta-feira (26) e o domingo de Páscoa (4). Os feriados antecipados foram o de 21 (Tiradentes) e 23 (São Jorge) de abril, para os dias 29 e 30 de março; os dias 26, 31 de março e 1º de abril viraram feriados que emendam com o dia 2 de abril (sexta-feira santa).

 

Armação dos Búzios

Em Búzios, continua valendo por 30 dias o decreto editado em 11 de março o monitoramento do fluxo de circulação de entrada e saída da cidade. Para entrar na Península Buziana, é necessário ter identificação de morador ou que trabalha na cidade, os turistas devem apresentar QrCode dos meios de hospedagens, que também estão com lotação máxima de 60%.

A partir de sexta-feira (26), um novo Decreto n° 1595, entra em vigor com novas medidas para conter o avanço do coronavírus no balneário. Segundo o documento, festas, shows e eventos seguem proibidos no balneário; os estabelecimentos comerciais poderão funcionar até meia noite, com atendimento exclusivo em mesas e limite de 50% da sua lotação; proibido permanência e uso geral de todas as praias, exceto a prática de atividades físicas individuais ao ar livre.

Passeios de escunas, catamarãs, barco táxis e demais embarcações estão autorizadas a funcionar, limitados a 50% da sua lotação; todos os embarcados, incluindo turistas e tripulantes, devem usar máscara de proteção e manter distância de 1,5m (um metro e meio).

Quanto aos veículos de transporte coletivo, deverão obedecer a taxa de ocupação de 50% da capacidade total.

Os agentes públicos encarregados pela fiscalização poderão solicitar o apoio da Polícia Militar para garantir o cumprimento das exigências dispostas no novo decreto. O descumprimento pode resultar em aplicação de advertência, multa e, se necessário, cassação do alvará.

 

Araruama

A Prefeitura de Araruama vai acompanhar os municípios da região e também decretará a proibição da permanência nas praias e lagoas da cidade. A informação foi confirmada ao O Dia pela própria prefeita do município, Lívia de Chiquinho. O novo decreto deve ser publicado nesta quinta (25). Segundo o jornal O Dia, barreiras sanitárias também serão adotadas.

 

Cabo Frio

O prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio, anunciou na quarta-feira (24) a adoção de novas medidas de restrição para o município, em combate à disseminação do coronavírus. As novas medidas incluem o fechamento do acesso às praias. Também será intensificada a fiscalização nas entradas da cidade, com o objetivo de coibir a entrada de visitantes. As medidas seguirão em vigor até o dia 4 de abril.

“Eu vou me dirigir, de modo especial, ao cidadão do Rio de Janeiro e dos municípios da Baixada Fluminense: não venham para a Região dos Lagos neste feriado de 10 dias. Todas as medidas restritivas de acesso, principalmente ao município de Cabo Frio, já estarão sendo adotadas a partir desta quinta-feira (25). As praias estarão fechadas, tanto para o turista que, por acaso já esteja na cidade, quanto para o morador. E os acessos pelas estradas a Cabo Frio serão bloqueados”, explica o prefeito.

Segundo Bonifácio, haverá uma integração com outros municípios da região para a implantação de barreiras de controle nas estradas. O prefeito pediu a compreensão dos moradores e turistas neste momento crítico da pandemia da Covid-19.

 

Rio das Ostras

Em Rio das Ostras, que registra desde a semana passada 100% de ocupação dos leitos clínicos e de UTI, está em vigor um decreto da prefeitura fechando bares, quiosques, depósitos de bebidas, restaurantes, lanchonetes, pizzarias e similares, além das praias, onde não é permitida a permanência, praças, lagoas, lagos, rios, parques e mirantes, academias, estúdios, similares e afins. Também não estão liberadas as manifestações religiosas presenciais dentro de templos de qualquer natureza.

A Prefeitura de Casimiro de Abreu mantém barreiras sanitárias nas entradas do município. Elas estão funcionando desde sábado (20), em pontos de acesso ao município. Servidores da secretaria de Segurança Pública, Saúde e da Guarda Civil Municipal trabalham em parceria com os servidores de Rio das Ostras para monitorar a circulação de pessoas.

Somente moradores com comprovante de residência, trabalhadores com comprovação, pacientes com consultas devidamente comprovadas, audiências em tribunais (apresentar citação/intimação), atendimento em órgãos públicos com comprovante de agendamento, profissionais da área de saúde e segurança em serviço, com as devidas comprovações, veículos oficiais em serviço e ambulâncias terão permissão para passar nas barreiras.

Todos os veículos são parados e os motoristas e passageiros passam por uma avaliação da equipe da saúde para que ninguém ingresse em Rio das Ostras e Casimiro de Abreu com sintomas de síndrome gripal ou covid-19.

 

Saquarema

Em Saquarema, também na Região dos Lagos, a barreira sanitária vai funcionar no período da Semana Santa. Também só poderá entrar quem tiver comprovante de residência em seu nome. Se tiver casa alugada, terá que apresentar o contrato de locação em nome do locatário. Já os hóspedes de hotéis e pousadas deverão apresentar o voucher de reserva.

 

São Pedro da Aldeia

Seguindo a classificação estadual que indicou alto risco de contaminação da Covid-19 no município, a prefeitura de São Pedro da Aldeia oficializou, na terça-feira (23), o bandeiramento vermelho por meio do Decreto n° 58, com novas medidas e critérios mais rígidos de combate à doença.

O novo Decreto mantém a instalação de barreiras sanitárias nas entradas da parte central da cidade e, ainda, de forma volante nas demais localidades. As especificações dos locais e os horários serão definidas de acordo com as necessidades identificadas pelas secretarias de Saúde e Segurança e Ordem Pública. Com a barreira, fica proibida a entrada de pessoas que não residem no município ou que apresentem quadro de febre ou outros sintomas característicos da Covid-19.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo