Turismo

Conheça os encantos da jovem Tanzânia, na África

A Tanzânia é um país relativamente novo, que só passou a existir depois de 1964, após a união de Tanganica e Zanzibar. Mesmo “jovem”, este país da África Oriental é um destino turístico encantador, com muitas belezas naturais e atrações incríveis — como cataratas com mais de 200 metros de quedao monte mais alto do continente e muito mais. A cereja do bolo é uma população hospitaleira e carinhosa, que ama festas e tem uma cultura riquíssima, formada por povos bem diferentes.

O país africano é a escolha certa para quem gosta de explorar a natureza. Dividida em 26 regiões, a nação inclui o arquipélago de Zanzibar, repleto de belas praias e onde fica a Cidade de Pedra, um antigo centro comercial que forma um verdadeiro labirinto de construções históricas.

Arusha, a capital da região de mesmo nome, está próxima a algumas das melhores atrações. É obrigatório fazer um safári pelo Serengeti, que se desdobra em parques nacionais e concentra grande quantidade de mamíferos. Lá, uma operadora oferece ainda vôos de balão.

A cratera do Ngorongoro, uma das maiores caldeiras – uma estrutura vulcânica que colapsou – intactas do mundo, pode ser considerada um dos lugares de beleza natural mais incríveis da Tanzânia.

Entre estes dois pontos, vale fazer uma parada no Parque Nacional Lago Manyara, localizado abaixo de penhascos. Pássaros coloridos e as árvores baobá são alguns dos encantos do local. Há a opção de encarar uma expedição para escalar pontos como o Monte Kilimanjaro – o ponto culminante da África com seus 5985 metros de altitude e cada vez menos ‘eternas´ neves de seus picos -, e o Monte Meru, numa experiência memorável. No Parque Nacional de Tarangire, mais dois bons exemplos da imensidão das savanas africanas e da diversidade da vida selvagem.

Para explorar o país muitos turistas não abrem mão do conforto de bem equipados lodges, com todo tipo de estrutura para receber bem os endinheirados que participam dos safáris em busca de belos animais como elefantes, guepardos, leões e búfalos, além de manadas gigantescas de gnus, zebras, impalas e antílopes.

No entanto, uma das mais gratificantes experiências dessa jornada é conhecer um pouco da cultura e costumes do povo masai. O estilo de vida desses pastores vem sendo tolhido por medidas governamentais que os impede de adentrar suas terras ancestrais (para proteger a região do Ngorongoro, diga-se de passagem) e o que resta são bizarras excursões turísticas para ver suas danças. Seja participando desses passeios ou tendo experiências mais autênticas, é bom reservar respeito a esses bravos homens e mulheres das savanas.

 

Como chegar

A forma mais prática para chegar à Tanzânia está dentro do continente africano. O trajeto mais simples é feito a partir de Johannesburgo, na África do Sul. Em seguida, o viajante deve embarcar em uma conexão para Nairóbi, no Quênia. A partir da capital queniana, o turista tem duas opções: pegar um voo de companhias aéreas mais modestas, como a Precision Air, ou finalizar o trajeto por terra, de carro.

Vale a pena pontuar que a oferta de voos na região é limitada, principalmente na baixa temporada, então os preços podem variar. Para economizar na sua viagem à África, a melhor alternativa é pesquisar bastante e comprar suas passagens aéreas com antecedência.

A melhor época para visitar a nação acontece durante o período seco, de junho a outubro, quando praticamente não chove no país.

Ao longo do ano, as temperaturas ficam entre 18°C e 28°C no litoral e podem chegar a mais de 40°C em territórios no interior do país.

 

Capital

A capital do país é Dodoma, sede oficial do governo desde 1996. No entanto, a cidade de Dar es Salaam foi a capital até a década de 1970 e manteve seu protagonismo nas décadas seguintes, mesmo após a fundação de Dodoma.

A importância de Dar es Salaam para os tanzanianos é tão grande que a cidade ainda é a maior e mais populosa do país, enquanto grande parte da estrutura governamental do país continua por lá!

Tribo Masai

O povo Masai, ou Maasai, é um grupo seminômade, que montam seus acampamentos entre o sul do quênia e o norte tanzaniano. Atualmente, as tribos Masai são impedidas de voltar a seu território de origem por parte do governo local, na tentativa de preservar a região de Ngorongoro.

Mesmo enfrentando este grande desafio, os Masai são muito acolhedores e alegres, e abrem as portas de sua comunidade para que viajantes possam passar alguns dias vivendo na tribo ou conheçam suas danças.

 

ATRATIVOS

Monte Kilimanjaro

Ponto mais alto do continente africano, com mais de 5.985 metros de altura e picos nevados o ano inteiro, o Monte Kilimanjaro é um dos mais importantes pontos turísticos do país, na fronteira com o Quênia.

A paisagem parece de outro planeta: como o pico do Kilimanjaro é nevado o ano inteiro, gera um contraste bastante curioso com a imensa savana ao seu redor.

Milhares de alpinistas visitam a montanha (uma das mais altas do mundo) todos os anos para explorar as trilhas que levam até o cume ou simplesmente contemplar as belezas do Parque Nacional do Kilimanjaro.

Cratera de Ngorongoro

Patrimônio Mundial da Unesco, a Cratera de Ngorongoro existe há mais de 3 milhões de anos, quando o vulcão que existia ali explodiu, deixando apenas a maior cratera vulcânica do mundo.

Um dos melhores pontos para safári na África, Ngorongoro tem mais de 20 quilômetros de diâmetro e é lar dos Big Five — o que significa que você pode avistar elefantes, búfalos, leões, rinocerontes e leopardos na região.

Para entrar no parque em que fica a cratera é preciso desembolsar US$ 200 por carro, além de US$ 50 por visitante: os preços salgados são uma tentativa de evitar um número alto de visitantes na reserva.

 

AVENTURAS NA NATUREZA

De praias paradisíacas no Oceano Índico a aventuras nas imensas planícies de savana para ver os animais da Tanzânia, o país tem destinos turísticos para todos os gostos!

Serengeti

O Parque Nacional do Serengeti é um dos maiores tesouros tanzanianos, concentrando uma quantidade impressionante de mamíferos e répteis, como gnus, girafas, zebras, leões, crocodilos e diversas espécies de aves.A reserva se estende por milhares de quilômetros até o território do Quênia, com mais de 1,5 milhão de hectares.

Um dos maiores espetáculos de toda a África acontece nesse parque, mais especificamente na região do Serengeti, que fica dentro do território Masai Mara.

A Grande Migração gera uma oportunidade de safári ímpar: imensas hordas de animais, como gnus, zebras, gazelas e seus temidos predadores, como leões e hienas, percorrem milhares de quilômetros em busca de pastos mais férteis.

O melhor momento para acompanhar uma das maiores migrações animais do planeta acontece após a temporada de chuvas, entre março e julho, quando os primeiros filhotes já nasceram e a necessidade de alimentos cresce.

Se a sua viagem estiver marcada para setembro, não se preocupe: a travessia de retorno acontece nesse período, possibilitando que até quem chegou depois possa testemunhar este belo espetáculo.

Kilimanjaro 

Maior montanha da África e também a maior montanha isolada do mundo. Com 5.895m de altitude, o Kilimanjaro fica praticamente na linha do equador e é um dos mais altos vulcões do mundo.

Ele está a mais de 4.500m verticais acima das planícies das savanas. Com aproximadamente 80 kilômetros de diâmetro na base, ele possui três grandes crateras, Shira, 4.140m no oeste, Mawenzi, 5.280m no leste e Kibo, a mais alta, com 5.895m e neves eternas no centro.

Zanzibar

O Arquipélago de Zanzibar está entre um dos mais belos destinos de praia do mundo. As águas azul-turquesa contrastam com a areia bem clarinha, lembrando paisagens que encontramos no Caribe, com imensos recifes de corais, que enchem a região de vida marinha.

Em Zanzibar é possível praticar mergulho, nadar com golfinhos, visitar florestas que são lares de macacos de diversas espécies, conhecer um santuário de tartarugas e muito mais.

Aproveite sua estadia para experimentar a culinária local, baseada em especiarias que saíram da região para ganhar o mundo!

 

MAIOR DISPONIBILIDADE DE ÁGUA EM TODA A ÁFRICA

Três dos maiores lagos de todo o continente africano estão em território tanzaniano: o Vitória, o Tanganica e o Malawi. O Lago Vitória é o segundo maior lago de água doce do planeta, enquanto o Tanganica é o mais profundo da África.

Mesmo com tanta abundância ecológica, o país está entre os mais pobres do mundo. A economia da Tanzânia não é muito próspera, e a renda média por cidadão é de pouco mais que US$ 1.100. A maior parte da população vive no campo.

Vale lembrar que os mais de 45 milhões de tanzanianos falam centenas de línguas diferentes: o inglês e o suaíli são os idiomas oficiais, mas é possível encontrar falantes de árabe, francês e até português. De qualquer forma, não se preocupe com a língua: você poderá contratar guias que te levarão a mais perto das várias culturas locais.

As principais religiões da Tanzânia são o cristianismo e o islamismo, praticados por mais de 50% e 30% da população, respectivamente.

 

GASTRONOMIA

Durante a sua estadia, não deixe de experimentar a chapati, um pão de origem portuguesa que se tornou um dos pratos típicos do país, e o ugali, um purê de farinha de milho, outra tradição da gastronomia da Tanzânia.

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo