DestaquePolítica

Cláudio Castro inaugura unidade da Faetec em Iguaba

Com o objetivo de expandir a oferta de ensino técnico por todo o Rio de Janeiro, o governador Cláudio Castro inaugurou, na sexta-feira (09), a primeira unidade da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) da cidade de Iguaba Grande, na Região dos Lagos. Neste semestre, o novo espaço vai oferecer 156 vagas para sete cursos com duração de 20 semanas.

“Os cursos da Rede Faetec estão alinhados para qualificar os alunos de acordo com a vocação econômica e as demandas das empresas que estão instaladas ou que ainda vão se instalar em cada região. O Governo do Estado do Rio de Janeiro tem procurado dar oportunidade a todos porque, se o interior é forte, isso se reflete no estado como um todo. Temos a missão de desenvolver o estado por inteiro. Os jovens devem ter possibilidades de estudarem, trabalharem e empreenderem nas cidades onde moram”, disse o governador Cláudio Castro.

A unidade de Iguaba vai oferecer, entre outros cursos de qualificação profissional, os de Mecânico de Refrigeração e Climatização Residencial, Encanador Instalador Predial, Eletricista Instalador Predial de Baixa Tensão, Operador de Computador, Programador de Dispositivos Móveis, Assistente de Logística e Assistente de Administração.

“Temos a missão de interiorizar os cursos de qualificação profissional da Faetec. O objetivo é que as pessoas se qualifiquem e possam ser empregados na região. E que isso esteja alinhado com a demanda econômica da cidade. Neste prédio também vai funcionar, por meio da Fundação Cecierj, o pré-vestibular social e pré-vestibular expresso para que mais pessoas possam ter acesso à universidade”, afirmou o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Doutor Serginho.

A Faetec é responsável pela implementação da política de Educação Profissional e Tecnológica pública e gratuita no Rio de Janeiro. São mais de 110 unidades por todo o estado, que oferecem cerca de 200 cursos em várias modalidades para mais de 80 mil alunos por ano.

“Estamos trabalhando para que em Iguaba seja instalada uma Zona Especial de Negócios. Outra iniciativa da prefeitura é a reformulação da legislação para que haja incentivos fiscais. A inauguração da Faetec terá um papel fundamental na geração de emprego e renda a partir da qualificação profissional”, ressaltou o prefeito Vantoil Martins.

 

Cinema em São Pedro da Aldeia

No início da tarde, o governador esteve no local onde, futuramente, será instalado um cinema em São Pedro da Aldeia. A nova sala faz parte do programa Cinema da Cidade, parceria entre a Secretaria de Cultura e Economia Criativa e a Agência Nacional do Cinema, que vai construir cinco salas de cinema em municípios do interior (São Fidélis, Bom Jardim, Miracema e Cordeiro).

“Entre quatro e cinco meses, vamos entregar o primeiro cinema do Brasil dentro do programa ‘Programa da Cidade’, junto com a Ancine, na cidade de Cordeiro. Acabou o tempo que as pessoas do interior precisam se deslocar para a capital para ir ao cinema. São cerca de R$ 3 milhões investidos só no cinema de São Pedro da Aldeia. A obra já está gerando emprego e renda para a cidade e, assim que a sala for inaugurada, outras atividades podem surgir”, salientou a secretária de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros.

Em seguida, Cláudio Castro visitou as obras do novo Centro de Abastecimento de São Pedro da Aldeia. O shopping rural será o maior centro de armazenamento e distribuição de alimentos do interior do Estado do Rio de Janeiro, onde serão comercializados produtos no atacado e no varejo. A obra foi construída às margens da Rodovia Amaral Peixoto, um ponto de fácil acesso que vai atender pelo menos 12 municípios da Região dos Lagos.

 

Nova unidade do IML de Cabo Frio

Mais tarde, o governador entregou a nova unidade do Instituto Médico Legal (IML) de Cabo Frio. Após cinco anos fechada, a unidade passou por uma reforma custeada pela Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), ligada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação.

O governador Cláudio Castro, o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Dr. Serginho, e o secretário de Polícia Civil, delegado Allan Turnowski, assinaram em maio deste ano o termo de cooperação técnica para a reabertura do órgão.

Fechado há quase cinco anos, o IML estava sem serviços de necropsia. As atividades foram suspensas em abril de 2016 para reforma, cujas obras são de responsabilidade do governo do Estado. A necropsia é um exame que precisa ser feito em casos de morte violenta ou de causa desconhecida para apresentar informações importantes que ajudam em investigações.

Na ocasião em que foi fechado para os reparos, uma placa chegou a ser instalada mostrando o valor da obra, mas sem informar data de finalização desse serviço, que começou a ser feito e depois parou.

Desde a paralisação da atividade na unidade cabo-friense, as necropsias estavam sendo realizadas na unidade de Araruama, que suspendeu as atividades em maio de 2020. Desde então, os serviços são feitos em Macaé e São Gonçalo, de acordo com a proximidade de cada ocorrência.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo