CidadesDestaque

Candidatos formam fila em busca de vagas de emprego em Cabo Frio

Dezenas de pessoas formaram uma extensa fila para tentar emprego em um novo supermercado de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, na sexta-feira (02). O registro aconteceu em frente ao estabelecimento, no bairro Jardim Esperança, local onde os candidatos participaram do processo seletivo.

O estabelecimento fica instalado na Rua Davi Garcia da Rocha, 500. No portão de entrada do local, funcionários coletavam os documentos trazidos pelo público. As vagas oferecidas foram para operador de caixa, operador de loja, padeiro, ajudante de padaria, confeiteiro, açougueiro, conferente, motorista, fiscal de loja e tesoureira.

A oportunidade fez com que a fila chegasse a dobrar esquinas da região desde às 8h. Nas redes sociais, alguns internautas repercutiram o fato. “Olha o desespero por uma vaga de trabalho no Jardim Esperança”, comentou Lenne Feraz.

“Infelizmente devido ao grande número de pessoas desempregadas em nossa cidade e Região dos Lagos tivemos muitos candidatos”, afirmou Claúdio Mazzio, um dos envolvidos na seleção.

Alguns candidatos lamentaram por todos não conseguirem ser selecionados. “Fiquei triste com o jeito de seleção. Fui uma das primeiras a chegar e tenho experiência, mas não fui selecionada”, lamentou Adriana Andrade.

“Fico muito feliz em saber que pessoas foram empregadas! Infelizmente, nem todos conseguiram, mas creio que mais oportunidades irão surgir em nosso bairro” disse Robson Uiara.

“Poxa! Infelizmente, ainda não consegui. Estava lá, mas não fui chamada. Já enviei milhares de currículos, até agora nada”, desabafa Barbara Santos.

 

Cabo Frio perde 1.000 vagas de emprego

Com a pandemia de Covid-19 ainda assolando a população, o desemprego, que já era alto, disparou. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério da Economia na quinta-feira, 1º de julho, Em Cabo Frio, 1.067 oportunidades foram criadas e outras 1.000 foram fechadas, resultando em um saldo positivo de 67 vagas.

Nos primeiros 6 meses do ano, foram abertas 5.684 vagas enquanto outros 5.338 trabalhadores foram demitidos, gerando um saldo positivo de 346 vagas

O aumento no desemprego no município vem crescendo. Nos últimos 12 meses, foram admitidas 13.199 pessoas enquanto outras 10.701 foram desligadas, ficando com um saldo de 2.498 vagas abertas.

 

Desespero

Para piorar ainda mais, um aumento de 52% na conta de luz do brasileiro, em pleno inverno, faz aumentar o desespero da população. O aumento na conta de luz veio no pior momento para os desempregados e vulneráveis.

“Assim mesmo dizem que desemprego diminuiu! Pra não dizer ao contrário! Muita gente desempregada! E alimentos, luz, água tudo aumentando toda semana! Acorda Brasil!”, ressaltou Adriana Henriques.

O reajuste da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) ocorreu na bandeira tarifária vermelha patamar 2 – cobrança adicional aplicada às contas de luz realizada quando aumenta o custo de produção de energia. A cobrança extra passou de R$ 6,24 para R$ 9,49 a cada 100 kWh consumidos – alta de 52%.

O reajuste contrariou a área técnica da agência, que havia recomendado uma alta maior na bandeira vermelha 2, de R$ 11,50 a cada 100 kWh consumidos, de forma a equilibrar a alta de custo da geração de energia.

O novo valor para a bandeira tarifária vermelha patamar 2 começa a valer em julho. A previsão é a de que a bandeira permaneça acionada até novembro, segundo a Aneel.

Enquanto isso 19 milhões de brasileiros passam fome no país, não tendo dinheiro nem para alimentação. Imagine para pagar uma conta de luz com um aumento de 52%

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo