CidadesDestaque

Cabo Frio continua sofrendo com relaxo e abandono

Buracos só crescem, criam riscos e danos a motoristas em diversas ruas do munícipio

Ruas intransitáveis, crateras, sujeira, riscos para motocicletas, danos em veículos, são algumas
das consequências de um problema que parece não ter fim em Cabo Frio: o abandono.
Moradores relatam casos de buracos abertos há meses, que só crescem e criam novas
ameaças a motoristas e pedestres.
Nas ruas, as reclamações são sempre as mesmas, mas até agora, em mais de seis meses de
gestão, o prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio, não sanou nem a metade dos problemas
relatados. “Cabo Frio tem o pior prefeito de todos os tempos! A orla está destruída, as ruas são
só crateras. Cansei de telefonar para trocar uma lâmpada em frente minha casa e até hoje
continua sem. Mas os impostos vêm com a taxa de iluminação pública. Enfim, não temos a
quem recorrer”, lamentou Miguel Silva.
“Tapem as crateras nas ruas e coloquem iluminação na Praia do Forte! Moro no centro e todas
as ruas viraram crateras que quebram as rodas dos carros”, fez coro Vanessa Mendes.
Apesar do forte clamor cabo-friense por melhorias, o Zé vem focando em promover ações para
aumentar a arrecadação municipal. Na quinta-feira (24), o Parque de Exposições de Tamoios,
na Fazenda Campos Novos, recebeu a I Exposição do Cavalo Mangalarga Marchador. A
realização do evento com apoio da Prefeitura gerou indignação entre a população.
“É uma vergonha ver que Cabo Frio faz festa para cavalos, enquanto os servidores seguem sem
receber o décimo terceiro salário, as ruas esburacadas e sem falar no abandono dos prédios
públicos. Vamos acordar povo cabo-friense”, ressalta Marcelo Medeiros.
“A cidade tá toda ruim, cheia de buracos, esgoto a céu aberto nas ruas e a Prefeitura fazendo
festa. Só Jesus”, criticou Alessandra Vieira.
“Tem que trocar são as lâmpadas queimadas dos postes. Estamos pagando iluminação pública
e há meses estamos no escuro. Péssima administração”, relatou Jácy Moreira.
“O lixo toma conta da cidade, sem varrição na periferia Jardim Peró e o prefeito comemorando
na Fazenda Campos Novos. Absurdo”, falou José Oliveira.
“Bom mesmo seria ter atendimento médico. Agora pensa na covardia que faz com o povo. Não
tem hospital, o Posto de Santo Antônio leva meses para receber uma ligação ainda pra marcar
o atendimento em uma simples consulta. Estão passando de todos os limites com o ser
humano. Deveria ter vergonha desse papel”, pontua Celina Ferreira.
Os munícipes afirmam que o prefeito deve estar “cego” por não estar enxergando o cenário de
abandono nas estradas da cidade. “Com todo respeito, deve estar viajando de helicóptero né?
Para não estar vendo o estado das vias terrestres”, brinca Flávio Lanzieri.

Bairros tomados pelo lixo
Quase que diariamente relatado pelo Tribuna dos Municípios, os lixões espalhados pelas ruas
da cidade seguem ameaçando a saúde e a acessibilidade do cabo-friense. No Jardim Peró por
exemplo, moradores não aguentam mais disputar espaço com toneladas de lixo amontoados
nas calçadas. As ruas dos bairros “estão pavorosas de lixo e sem varrição”, como afirma José
Renato.
Recentemente, a equipe do Tribuna esteve no Segundo Distrito e se deparou com um cenário
digno de um lixão clandestino. São dezenas de pilhas de lixo, entulhos e carros abandonados
espalhados pelas principais vias de Tamoios.

Arsenal de desculpas
Sempre com desculpas, a Prefeitura de Cabo Frio afirma que aguarda processo de licitação
para iniciar uma operação tapa buracos na cidade. “O processo para aquisição de massa
asfáltica está na fase final para o lançamento do edital. Depois disso, a Secretaria de Obras e
Serviços Públicos iniciará a operação tapa buracos em toda a cidade. Enquanto o processo de
licitação está em andamento, as equipes da Prefeitura têm realizado vários serviços, utilizando
material próprio, em diversos bairros, para amenizar o problema”, disse a Prefeitura.
Quanto à manutenção da iluminação pública, a prefeitura afirma que “o trabalho voltou a ser
feito após um período de adequação junto à empresa que presta este serviço de forma
terceirizada”. Já aos serviços prestados pela Comsercaf, a administração municipal pede que
os moradores entrem em contato pelos números 2648-8907 ou pela ouvidoria: 2646-2560”.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo