Esportes

Boxe brasileiro terá sete atletas em Tóquio

A Associação Internacional de Boxe confirmou que o Brasil terá sete atletas nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão. São quatro homens e três mulheres. Graziele Jesus será a representante na categoria até 51kg. Jucielen Romeu lutará na categoria até 57kg e Bia Ferreira, na categoria até 60kg. Entre os homens, os indicados são Wanderson Oliveira (63kg), Hebert Conceição (75kg), Keno Marley (81kg) e Abner Teixeira (91kg). O principal destaque da delegação é Bia Ferreira, atual campeã mundial.

Os sete atletas são integrantes do Bolsa Atleta, programa de patrocínio individual do Governo Federal, executado pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania. As três meninas pertencem à categoria Pódio, a principal do programa. Os quatro rapazes pertencem à categoria Internacional.

No ciclo desde os Jogos Olímpicos Rio 2016, o Governo Federal investiu de forma direta via Bolsa Atleta R$ 6 milhões no boxe. Somados, os sete atletas classificados para Tóquio receberam um repasse equivalente a R$ 750 mil.

Com o anúncio dos classificados no boxe, o Brasil passa a ter oficialmente 220 vagas nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 25 modalidades. Dessas 220 vagas, 75 têm nome e sobrenome definidos. As demais dependem de convocações ou de confirmações das confederações esportivas. Desse grupo de confirmados, 71 são integrantes do Bolsa Atleta, ou 94,6%. O investimento federal nas 25 modalidades asseguradas pelo Brasil nos Jogos de Tóquio supera os R$ 172 milhões desde 2017.

Historicamente, o Brasil conta com um total de cinco medalhas em Jogos Olímpicos: um ouro, uma prata e três bronzes. O título foi conquistado por Robson Conceição, na categoria até 60kg da edição de 2016.

Palco tradicional

A competição de boxe em Tóquio terá início em 24 de julho na Kokugikan Arena, também chamada de Ryogoku Sumô Hall, tradicional palco de lutas de sumô no Japão. Aberta em 1985, a arena tem o interior em formato de tigela, para que os espectadores possam assistir às lutas de sumô de qualquer ponto. Durante a Olimpíada, a Ryogoku Kokugikan terá capacidade de receber 7.300 torcedores.

A classificação para Tóquio 2020 foi realizada por meio do Ranking Mundial da Força Tarefa do Boxe (BTF). Concorreram apenas atletas inscritos no Torneio Pré-Olímpico das Américas, de acordo com os critérios divulgados em comunicado pela própria Força Tarefa. A BTF cancelou o Pré-Olímpico das Américas, que seria no mês de maio, em Buenos Aires, na Argentina, em função das diversas limitações logísticas provocadas pela pandemia de Covid-19.

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo