Esportes

ATLETISMO PARALÍMPICO

Velocistas abrem a seletiva do atletismo paralímpico para os Jogos de Tóquio

O atletismo paralímpico brasileiro realiza nas próximas duas semanas a seletiva da modalidade que tem como objetivo definir os atletas que vão representar o país nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, em agosto. A primeira parte da seletiva será na pista do Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, de 8 a 12 de junho, e contará com 63 velocistas inscritos.

Todos os participantes obedecerão rigorosos protocolos sanitários implementados pelo CPB desde sua reabertura em julho de 2020. Não será permitida a entrada de veículos de imprensa e de público. O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) transmitirá em seu canal do Youtube e na página oficial do Facebook os 100m rasos na manhã desta terça-feira, 8.06, a partir das 8h30.

As provas serão multiclasse, ou seja, atletas de classes diferentes correrão junto e apenas o cronômetro será rival. A primeira etapa contempla apenas provas curtas de pista. A partir do dia 15, na segunda parte da seletiva, será a vez das provas de campo e salto em distância.

O atletismo é a modalidade com maior número de representantes brasileiros garantidos nos Jogos de Tóquio. São 54 atletas. De acordo com os critérios de convocação do CPB, confederação do atletismo paralímpico, os campeões mundiais de 2019 estão garantidos. Treze atletas conquistaram a medalha de ouro no Mundial de Dubai: Alessandro Rodrigo (F11), Claudiney Batista (F56), Cícero Valdiran (F57), Elizabeth Gomes (F52), João Vitor Teixeira (F37), Thiago Paulino (F57) nas provas de campo e Petrucio Ferreira (T47), Daniel Martins (T20), Jerusa Geber (T11), Júlio César Agripino (T11), Lucas Prado (T11), Rayane Soares (T13) e Thalita Simplício (T11) nas pistas.

Nos Jogos de Tóquio 2020, de 24 de agosto a 5 de setembro, a expectativa é de que a delegação brasileira seja composta por 230 atletas (150 homens e 80 mulheres).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo