Luciano Vidal apresenta evolução da Saúde de Paraty

0
52

Tendo acabado de completar um ano à frente da secretaria de Saúde de Paraty, na Costa Verde do Rio, Luciano Vidal tem muito que comemorar. Neste período foram implementadas diversas ações que estão facilitando a vida do paratiense em uma pasta que era recorde de reclamações. Hoje, com orçamento equilibrado e metas definidas, a Saúde de Paraty respira.

Em entrevista inédita ao Tribuna dos Municípios, o secretário fala sobre a responsabilidade de assumir uma pasta tão importante e faz o balanço dos feitos da secretaria. É com humildade que Vidal explica como foi tomar a frente da secretaria de Saúde. O secretário abordou também sua trajetória política e quais as primeiras ações ao assumir a pasta. “No começo a gente fica meio apreensivo para assumir um cargo de tamanha importância, não imaginava. Mas a gente já tem conhecimento da coisa pública, venho de uma longa caminhada, já fui vereador no primeiro mandato, reeleito presidente da Câmara em dois mandatos, superintendente federal do Ministério da Pesca, e vice-prefeito. Começamos primeiramente a identificar as ações que estavam com problemas dentro da secretaria, então no primeiro momento fizemos um diagnóstico da Saúde. A gente viu a equipe muito pouco motivada, a produção baixa das Unidades de Saúde e começamos a fazer arranjos no planejamento”.

Um dos destaque da atual gestão é o avanço na área da Saúde com a reestruturação da rede básica, fazendo vistorias periódicas para gerar melhorias ao atendimento da população, desde a construção de novos postos, até reparos diários nas instalações físicas das unidades.

Balanço da Saúde

Em audiência pública, realizada no mês passado, no auditório da Casa da Cultura, Luciano Vidal apresentou uma análise profunda de todos os setores como base o ano de 2018 e as projeções para 2019. Algumas conclusões como o aumento considerável no número de atendimentos, muito em virtude, de acordo com a prefeitura, de pessoas de cidades próximas buscarem atendimento em Paraty, foram analisadas.

O presidente da Câmara, vereador Sanica, presente na audiência, parabenizou a atual gestão. “Parabéns, secretário de Saúde Luciano Vidal e toda a equipe da secretaria de saúde de Paraty”, declarou Sanica.

Inaugurada há três anos, a UPA Municipal tem uma média de 80% de aprovação dos usuários. Em parceria com o Corpo de Bombeiros, a nova gestão da Saúde investiu na melhoria dos serviços de resgate.

Com as melhorias na UPA municipal e a inclusão de especialidades médicas de plantão, o índice de satisfação subiu, segundo Vidal. “Hoje nós temos a melhoria na nossa UPA que implantamos e que foi um ganho muito grande para a população. Hoje nós temos um atendimento que proporciona um índice de 82% de satisfação das pessoas, que é monitorado dia a dia. Nós temos na nossa UPA nove especialidades diariamente, com clínicos, pediatras, ortopedista, ginecologista, anestesista, cirurgião, isso plantão 24 horas por dia. Então é uma UPA diferenciada, e não temos apoio nenhum de recursos do governo Federal nem Estadual. Ela foi implantada com recursos exclusivos nossos”.

Outro ganho da Saúde foi a centralização da retirada dos remédios. Economizando tempo e gastos com transportes, a Farmácia Central caiu no gosto da população. “Temos também os planejamentos que já estão sendo realizados, criamos a Farmácia Central. Antes nós tínhamos um descontrole muito grande de remédios, cada posto distribuía um tipo de remédio, o cidadão pegava um remédio aqui, outro ali, não tinha controle além de um gasto muito grande. Então conseguimos conciliar isso, reduzir e dar um melhor atendimento à população”.

Atendimento domiciliar destaca Saúde de Paraty das demais

Um dos programas que o secretário de Saúde de Paraty, Luciano Vidal destacou foi o Serviço de Atendimento Domiciliar. Voltado para pessoas e famílias com menos condições de se locomoverem, o programa revolucionou a Saúde da cidade, oferecendo um serviço de excelência na Rede Pública municipal.

O secretário de Saúde abordou a importância do acompanhamento médico após um tratamento. Com uma equipe especializada, o programa leva o cuidado à casa do paciente, ou ainda o paciente ao tratamento quando necessário. “Criamos o SAD, Serviço de Atendimento Domiciliar, para as pessoas com mobilidade reduzida, que moram distante, idosos. Eles às vezes vão para as unidades, especialmente as de alta complexidade como a UPA, e quando saem não têm um acompanhamento. Então nós criamos o SAD, que é composto por um médico, um enfermeiro, dois técnicos, um nutricionista e um fisioterapeuta.  Então quando o paciente sai da unidade, que ele não pode se locomover, o SAD faz o atendimento na casa das pessoas. E vice versa, a pessoa que está mal em casa, os profissionais fazem todo o arranjo para realizar o tratamento no CAPs ou para fazer tratamento no Centro de Reabilitação, na UPA, ou no hospital. Para mim, este é um dos melhores serviços que conseguimos implantar. É um serviço que dá dignidade às pessoas, principalmente para as famílias de baixa renda que não têm condição de estar se locomovendo ou estar fazendo o transporte”, explicou Vidal, que não esconde o orgulho do projeto.

Remédio em casa

Na última semana, a Saúde de Paraty recebeu novos equipamentos e veículos para continuar operando em ritmo crescente. A prefeitura, por meio da secretaria de Saúde, entregou novos veículos e equipamentos para a UPA, Samu e Vigilância Ambiental municipal.

Mas, o que mais chamou a atenção da população foi o novo programa inaugurado. Agora, além de atendimento domiciliar, os paratienses terão o programa Remédio em Casa. “Lançamos o programa para melhoria da qualidade na Saúde de Paraty como jamais visto em nossa história. Obrigado prefeito Casé pela oportunidade e, um agradecimento especial a toda minha equipe da secretaria de Saúde pelo empenho e dedicação de todos, com isso, estamos colhendo novos frutos. Bons ventos para Saúde, pois Paraty quem ama cuida”, agradeceu Vidal.

Excelência sem excedentes

O que também chamou a atenção foi que apesar da implementação de programas considerados de excelência, o orçamento não mudou. Uma das façanhas do secretário foi trabalhar com o orçamento da pasta de forma a ter custos excedentes. “Uma das coisas que fizemos, quando eu cheguei, foi que não aumentei o orçamento da secretaria. Enxuguei excessos, gastos sem controle”.

Secretário esclarece obras do Hospital Municipal

Outro assunto abordado pelo secretário de Saúde, Luciano Vidal foi a conclusão do novo hospital, que vem sofrendo constantes ataques e denúncias por parte da oposição. “Não importa o que eles façam, vamos vencer todas as barreiras e finalizar esta obra fundamental para o município e que vai perdurar por gerações” afirmou Vidal.

Segundo o secretário, as obras do hospital começaram em 2015 e com o andamento da Operação Lava-Jato, a empresa Eletronuclear parou de repassar verbas para a obra. Foi quando, segundo ele, a prefeitura resolveu assumir esta responsabilidade. “Nós estamos pagando esse dinheiro sozinhos, sem Estado e sem União. Mas, infelizmente, no decorrer do caminho, tivemos denúncia de um vereador que alegava que nosso hospital estava impactando na visibilidade do prédio histórico. Percebemos então um erro técnico na altura do prédio do hospital e tudo foi resolvido junto ao IPHAN. Uma loucura o que fizeram, foram ao Ministério Público, embargaram a obra, enfim. A gente foi à Brasília, recorreu a todas as instâncias, e ao Ministério Público e foi feito um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), cumprimos todas as exigências, e nós temos hoje a Licença Ambiental, a autorização do IPHAN, alvará do município, todas as licenças. Estamos homologando junto ao Ministério Público para já em seguida entregar este hospital. Estamos com R$ 3,5 milhões de orçamento já sendo licitações para comprar todos os equipamentos e vamos entregar, custe o que custar esse hospital para a população”.

“Acabamos de entregar dez monitores cardiológicos, compramos 20 camas e mais 20 cadeiras já foram entregues, uma incubadora, uma fototerapia, que é aquele berço aquecido para a pediatria, equipando e melhorando a especialidade na UPA. E compramos todo o equipamento necessário já pensando no nosso hospital. Que vai ser o apogeu na história da Saúde de Paraty”.

Segundo Luciano Vidal, as obras já estão 90% concluídas e prestes a serem entregue.

Samu de Paraty é o primeiro do país a ter ambulancha

O serviço de emergência Samu de Paraty foi contemplado com novos veículos, equipamentos e também com uma nova sede. Mas o que mais está se destacando é o serviço pioneiro da ambulancha para resgates e transportes de pacientes na Costeira. “É o único serviço do Brasil que tem uma ambulancha do Samu funcionando para dar apoio a todo povo da Costeira. Contamos também com apoio e convênio com os bombeiros que inclui o uso de um helicóptero para resgates. Então hoje nosso serviço de urgência está no céu, na terra e no mar. É um serviço completo jamais visto em qualquer lugar do Brasil”, declarou Vidal.

O novo veículo foi habilitado pelo ministro da Saúde Mandeta. “Este serviço é um fato inédito e histórico no serviço de Urgência e Emergência em nossa cidade. Ressalto que todos os custos da Ambulancha, equipamentos, manutenção e custeio das equipes, eram exclusivamente assumidos, até agora, pela secretaria de Saúde”, declarou Vidal.

Melhor cobertura de vacinação do Estado

Com relação ao Serviço Epidemiológico do município, que são os casos de endemias, controle de vacinas, entre outros, o secretário de Saúde, Luciano Vidal aponta que Paraty tem uma das melhores vigilâncias epidemiológicas do Estado.

“Quando eu cheguei, existia um informe do próprio Ministério Público de que Paraty ia ter um surto de sarampo, outras endemias, porque o controle endemiológico das pessoas estava muito lá embaixo. Mas o que estava faltando? Informatização, capacitação dos profissionais, as vacinas era aplicadas, tudo anotado no papel, mas não se inseriam os dados no cadastro do governo. Então eu fiz um mutirão, equipei a vigilância e zeramos toda essa pendência, então hoje estamos totalmente atualizados. Nós conseguimos ultrapassar todas as metas de vacinação estipuladas pelo Ministério da Saúde”, relatou

Segundo Luciano, este cenário só foi possível com ações colaborativas, coordenação e planejamento. “Paraty é destaque. A maior cobertura de vacinação do Estado do Rio de Janeiro está aqui. Isso devido à motivação, ação de planejamento e coordenação. Quando uma equipe tem necessidade de ajuda, junta a vigilância epidemiológica, que tem uma coordenadora que faz um trabalho maravilhoso, e faz os controles devidos”.

Obras e inaugurações são anunciadas

Além dos Postos inaugurados, Vidal também já anunciou novas obras. “Conseguimos agora fazer as obras do Posto de Saúde da Cajaíba, que foi prometido desde a gestão passada, e foi deixado no tijolo, está lá, estamos entregando agora este mês.  Estamos entregando também o Posto da Ponta Grossa, também promessa da gestão passada. O próximo será o Posto da Barra Grande. Saiu a licitação e estamos fazendo a reforma dos Postos de Saúde, o que nunca aconteceu. Estamos com o Centro de Reabilitação funcionando quase que 100%, sem fila de espera. O CAPs nosso também, mesmo com a grande demanda está funcionando e criamos o CAPs infantil para separar o atendimento das crianças dos idosos, que antes era feito tudo junto”.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here