Visconde de Mauá discute sinalização da Trilha Transmantiqueira

0
28

Está acontecendo em Visconde de Mauá, distrito de Resende, o 6º Seminário e Mutirão de Sinalização da Trilha Transmantiqueira. O evento começou na quinta-feira (14) e segue até esta sexta-feira (15). A programação foi organizada pelo Parque Estadual da Pedra Selada. O seminário acontecerá de 9h às 17h, na sede do Parque, na Avenida Presidente Wenceslau Braz, 200, em Mauá. Já o mutirão de marcação da trilha será no dia posterior.

O evento faz parte do processo de implantação da Trilha Transmantiqueira, que abrange mais de 700 quilômetros entre a Serra da Cantareira, em São Paulo, e o município de Aiuruoca, localizado em Minas Gerais. Nesta edição, segundo o secretário de Indústria, Comércio e Turismo, Tiago Diniz, o objetivo é capacitar voluntários e colaboradores na sinalização do setor de Visconde de Mauá da Trilha Transmantiqueira.

O secretário explicou qual será a programação e como os interessados podem participar do trabalho voluntário. Na manhã de quinta (14), houve apresentação sobre temas da Trilha Transmantiqueira. Na ocasião, os coordenadores centrais e regionais do projeto prestaram informações relacionadas à definição de trilhas de longo percurso. No período da tarde, aconteceu uma oficina, onde os participantes receberam orientações para a marcação das trilhas do trecho. “No dia seguinte, os voluntários e colaboradores seguem para as atividades de campo, com o mutirão de marcação do setor de Visconde de Mauá. Quem quiser participar, ainda pode fazer a inscrição gratuita através do link: https://bit.ly/2SIsWjH”, informou Tiago Diniz, esclarecendo que as inscrições servem apenas para o controle do número de voluntários na organização do evento.

O projeto de implantação da Transmantiqueira, que envolve em torno de 37 cidades, é desenvolvido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), idealizadores da Associação Trilha Transmantiqueira, membros do Parque Estadual da Pedra Selada, Instituto Estadual do Meio Ambiente (Inea), Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra da Mantiqueira e Conselho Consultivo da APA da Mantiqueira (Conapam). O pontapé inicial para a implantação do projeto foi dado pela ICMBio. As cinco edições anteriores foram realizadas em outras cidades envolvidas.

Desenvolvimento do ecoturismo

O secretário Tiago Diniz destacou que o projeto da Trilha Transmantiqueira é muito importante para o desenvolvimento do ecoturismo na região. “Com ampla divulgação desta trilha de longo percurso, vamos atrair mais turistas para o nosso município. Os aventureiros do trecho de Resende vão ter a oportunidade de conhecer a riqueza das belezas naturais e outros pontos turísticos. Há projeção de crescimento da economia, com futuras hospedagens, passeios e gastronomia regional”, salientou, complementando que a concepção do projeto possui referências do Brasil e internacionais:

– O projeto tem como parâmetro a Trilha Transcarioca, que possui 180 quilômetros de trajeto entre a Barra de Guaratiba e o Morro da Urca, no Rio de Janeiro, além de exemplos dos Estados Unidos e da Europa. A Transcarioca, que tem um dos extremos aos pés do Pão de Açúcar, levou aproximadamente 10 anos para ser toda operacionalizada. Na Transmantiqueira, só o intervalo de Resende compreenderá mais de 60 quilômetros de extensão. Nesta primeira etapa, todo o percurso do projeto deve ser demarcado. O nosso setor deve ser concluído até o final do ano – detalhou.

Ele acrescentou que, na região, também existe outro setor que abriga trilhas da Pedra do Picu, em Itamonte, até a região de Visconde de Mauá, passando pela Serra Negra, no Parque Nacional do Itatiaia.

O setor de Visconde de Mauá é coordenado pela equipe do Parque Estadual da Pedra Selada, com o apoio da Prefeitura de Resende.

A prefeitura, por meio da secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo, está apoiando o evento, que acontece pela primeira vez no município.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here