‘Um dia muito triste para o futebol brasileiro’

0
47

O Rio de Janeiro amanheceu o final de semana de luto. Um dos maiores e mais competitivos times do Estado está recebendo o apoio e a torcida de todos os outros. O Centro de Treinamento do Flamengo, em Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio, sofreu um incêndio de grandes proporções na madrugada de sexta-feira (8). O fogo apagou o sonho de ao menos dez pessoas e deixou mais três feridos.

O incêndio aconteceu no alojamento dos jogadores da base do clube, conhecido como Ninho do Urubu, que recebe atletas de até 16 anos. Entre os três feridos estão jovens de 14 e 15 anos, sendo um em estado grave. O alojamento dos jovens ficava em uma parte antiga do Ninho, logo na entrada do CT.

Entre as vítimas estavam quatro atletas da base do Flamengo, outros dois adolescentes em teste no clube e quatro funcionários. Segundo informações do site “G1”, João Pedro da Cruz, atleta da base do Flamengo que não estava no Ninho no momento do incêndio, disse que devia ter entre 25 a 30 jovens dormindo no local.

– Eu soube ontem (quinta) que não teria treino hoje e vim para a casa de um amigo meu na Barra. A maioria dos meninos ficou lá. Dos que me pediram para dormir, todos ficaram lá. Devia ter uns 25, 30 jogadores lá – disse o atleta de 16 anos.

– Essa possibilidade (de que as vítimas estivessem dormindo) existe, pelo horário e local do incêndio. É possível que estivessem dormindo e não pudessem evacuar a tempo – disse o tenente coronel do Corpo de Bombeiros.

O craque Pelé se manifestou em seu perfil  ofocial do Twitter e declarou: “Meu dia começou com as notícias sobre o incêndio no CT do Flamengo – um lugar onde jovens perseguem seus sonhos. É um dia muito triste para o futebol brasileiro”.

Revelado pelo Cruz-Maltino, Paquetá e diversas outras celebridades também se pronunciaram e declaram solidariedade às famílias. Clubes cariocas decretaram luto.

A psicóloga Cristiane Magalhães chegou ao local e disse que foi enviada pela prefeitura do Rio para prestar apoio psicológico aos parentes e amigos das vítimas. A perícia da 42ª DP chegou ao local às 9h40 para iniciar o trabalho de investigação sobre as causas do incêndio.

Feridos de 14 a 15 anos

Um dos três feridos atendidos no Hospital Lorenço Jorge se chama Cauã Emanuel Gomes Nunes. Ele tem 14 anos, é de Fortaleza e mora no Rio de Janeiro há três anos. Francisco Diogo Bento Alves e Jonathan Cruz Ventura, ambos de 15 anos, são os outros dois jovens atendidos no hospital localizado na Barra da Tijuca.

Segundo as informações do Bom Dia Brasil, Jonathan Cruz Ventura é quem está em situação mais crítica. Ele teve 40% do corpo queimado e vai ser transferido para o Hospital Pedro II, referência no assunto. Francisco Diogo Bento Alves está com quadro estável, mas vai ser transferido para o CTI. Já Cauã Emanuel Gomes Nunes está lúcido, na melhor condição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here