Dois suspeitos de estupro são presos no Rio

0
37

Dois casos de estupro foram denunciados e os suspeitos presos no Estado do Rio de Janeiro na última quinta-feira (31). Em um dos casos, o abuso foi cometido pelo pai da vítima em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense. O outro caso aconteceu em Cabo Frio, Região dos Lagos, envolvendo um agente penitenciário de Minas Gerais.

Os policiais da 52ª DP de Nova Iguaçu prenderam R.M.R, suspeito de estuprar a própria filha, de 12 anos. Ele teria cometido o crime em dezembro do ano passado.

De acordo com a Polícia Civil, a adolescente saiu de Paraíba do Sul, no Centro-Sul Fluminense, onde mora, para passar as férias na casa do pai, em Nova Iguaçu. Ao retornar para Paraíba do Sul, a mãe recebeu uma carta escrita por ela, onde havia detalhes do abuso.

Segundo a carta, o pai abaixou suas roupas e passou a mão em suas partes íntimas. Depois, ela pediu socorro à madrasta, que foi até o local, para levá-la de volta a Paraíba do Sul.

A adolescente disse que escreveu a carta porque não tinha condições psicológicas para falar com a mãe por causa do trauma sofrido.

Agente penitenciário é preso suspeito de estupro

Um agente penitenciário de Minas Gerais, suspeito de estuprar uma jovem de 17 anos, foi preso por agentes da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Cabo Frio. A prisão foi realizada em cumprimento a um mandado de prisão preventiva no bairro Braga.

De acordo com a delegada da DEAM, Juliana Rattes, o crime aconteceu em novembro de 2018. A delegada informou que a vítima disse que estava com uma amiga e tinha bebido quando pegaram uma carona com um desconhecido no bairro Novo Portinho.

Ainda de acordo a delegada, a vítima contou que o suspeito de 44 anos deixou a amiga dela na rua e disse que levaria a jovem para casa, mas mudou o trajeto e seguiu com ela para a residência dele, onde praticou o estupro.

Durante a ação desta quinta, a polícia encontrou uma arma e o veículo que teriam sido usados no crime, segundo o depoimento da vítima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here